26 Setembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalSucessor de Pedro Dominguinhos na presidência do Politécnico decide-se hoje

Sucessor de Pedro Dominguinhos na presidência do Politécnico decide-se hoje

Ângela Lemos, vice-presidente da instituição, e João Vinagre, professor coordenador da EST Barreiro, são os dois candidatos ao cargo

 

- PUB -

Fica hoje decidido quem sucederá a Pedro Dominguinhos na presidência do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), cargo por si ocupado nos últimos oito anos.

Na ‘corrida’ ao lugar encontra-se Ângela Lemos, que desempenhou até à data a função de vice-presidente da instituição, e João Vinagre, professor coordenador da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro desde Junho de 2007.

O novo presidente do IPS, escolhido pelos 29 membros do Conselho Geral, é eleito por maioria absoluta, sendo que, caso tal não se verifique, é realizada nova votação. Doutorada em Educação, na especialidade de Formação de Adultos, pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Ângela Lemos, de 53 anos, é casada e tem dois filhos.

- PUB -

Foi a primeira diplomada pela Escola Superior de Educação do IPS em Educação de Infância, estabelecimento de ensino onde assumiu funções de docente em 2000.

Foi vice-presidente da instituição nos últimos quatro anos, nos domínios dos assuntos académicos; desenvolvimento, reconhecimento e validação de competências e aprendizagem ao longo da vida; inovação pedagógica e formação e desenvolvimento profissional docente; marketing e comunicação e recursos documentais.

No programa de acção disponibilizado na página oficial da instituição, Ângela Lemos explica candidatar-se ao cargo, com o lema “consolidar o presente para construir um futuro sustentável”, por “acreditar no valor da educação como um pilar essencial do desenvolvimento da sociedade”.

- PUB -

“Candidato-me porque acredito que o meu percurso, conhecimento e experiência adquirida ao longo de mais de duas décadas de trabalho ao serviço do IPS me habilitam ao exercício das funções inerentes ao cargo para o qual me candidato”, acrescenta.

Já João Vinagre, doutorado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico (IST), da Universidade Técnica de Lisboa, tem 60 anos e é natural de Moçambique.

Iniciou a sua actividade docente em Outubro de 1983, como tarefeiro no Centro de Estudos de Sistemas Urbanos e Regionais do IST. Na Escola Superior de Tecnologia do Barreiro desempenhou ao longo dos últimos 23 anos funções de director, presidente do Conselho Científico, do Conselho Técnico-Científico e do Conselho Pedagógico e de presidente da Assembleia Estatutária.

No seu programa de acção, explica que “as linhas mestres da candidatura são poder contribuir para o aumento da satisfação da comunidade, para uma melhor organização, para uma alteração radical na forma como se comunica e para um sério investimento na investigação no IPS”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Reunião dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

Publireportagem: Sobral de Palmela, novo bairro vai crescer nos arredores da vila

Construtora Teixeira Duarte e o Architec Your Home projectam a construção de 34 villas numa área de 13 hectares junto à vila de Palmela
- PUB -