3 Outubro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalPedro Dominguinhos deixa de estar à frente da coordenação dos politécnicos em...

Pedro Dominguinhos deixa de estar à frente da coordenação dos politécnicos em Abril

Presidente do Politécnico de Setúbal vai ser sucedido por Maria José Fernandes, a primeira mulher a ocupar o cargo

 

- PUB -

Cumpridos dois mandatos à frente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), Pedro Dominguinhos, presidente do Instituto Politécnico de Setúbal, vai ser sucedido no cargo por Maria José Fernandes em Abril próximo.

A também presidente do Politécnico do Cávado e do Ave, eleita por unanimidade na passada quinta-feira “em reunião convocada para o efeito”, será a primeira mulher a assumir a presidência do CCISP, refere o órgão em comunicado.

Em nota publicada na rede social Facebook, Pedro Dominguinhos desejou os “parabéns a Maria José Fernandes pela eleição como presidente do CCISP” e “votos de um excelente mandato ao serviço do ensino politécnico”.

- PUB -

presidente da instituição sadina, que assumiu ‘as rédeas’ do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos nos últimos quatro anos, havia estabelecido em 2020, ano em que foi reconduzido no cargo para um segundo mandato, “quatro grandes prioridades”, entre os quais a aposta na formação ao longo da vida e a alteração do estatuto dos politécnicos, de institutos a universidades.

Já a professora Maria José Fernandes, que assumia funções como vice-presidente do CCISP desde 2018, traçou como metas para os próximos dois anos a afirmação “do ensino superior politécnico no panorama nacional e internacional” e a contribuição “para os objectivos no âmbito da Agenda Europeia 2030”.

“Para concretizar este objectivo, é fundamental que os politécnicos possam atribuir o grau de Doutor, pelo que esta será uma das prioridades deste início de mandato. Muito em breve será novamente submetida, na Assembleia da República, a iniciativa legislativa de cidadãos para o efeito e para que vejam, ainda, alterada a sua designação para Universidades Politécnicas”, afirma Maria José Fernandes.

- PUB -

A partir de Abril, mês em que a nova presidente do CCISP toma posse, a também presidente do Politécnico do Cávado e do Ave vai igualmente procurar trabalhar no sentido em que “há reformas fundamentais a serem concretizadas, em que o conselho pretende ter um papel preponderante, nomeadamente a Revisão do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior e o Estatuto da Carreira de Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico, diplomas estruturantes para o sistema de ensino superior”.

Pedro Dominguinhos termina assim a sua função de líder do órgão, no qual desempenhou ainda funções de vice-presidente, entre Dezembro de 2016 e Maio de 2018, data em que foi eleito, por unanimidade, presidente, sucedendo no cargo ao então presidente do Politécnico de Leiria, Nuno Mangas.

Compete ao CCISP representar os 15 politécnicos públicos e cinco escolas politécnicas públicas não integradas do País.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima
- PUB -