26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalSuspeito de homicídio brutal na Mitrena detido em Madrid três anos depois

Suspeito de homicídio brutal na Mitrena detido em Madrid três anos depois

Chinês de 32 anos foi executado por dívidas a rede de tráfico de meixão

 

- PUB -

Um dos dois suspeitos da morte brutal de um homem de nacionalidade chinesa numa zona erma do Parque Industrial da Sapec, na Mitrena, em Setúbal, em Maio de 2019, foi agora detido em Madrid.

A vítima, um homem chinês com 32 anos, foi assassinada com seis tiros no peito e na face que ficou ainda desfigurada pelas agressões a que foi sujeita. Na origem do crime estavam dívidas que tinha a uma rede de tráfico de meixão que operava na cidade.

Um dos suspeitos do crime, também de nacionalidade chinesa, foi detido num hotel na zona de Léganés, em Madrid, para onde tinha fugido logo a seguir ao crime. Foi neste hotel que a viatura que os suspeitos utilizaram na fuga após o homicídio foi localizada.

- PUB -

O homicida está já acusado do crime de homicídio qualificado pelo Ministério Público (MP) de Setúbal, cuja acusação foi deduzida no final do ano passado. O MP aguardava pela localização e detenção do homicida, que era alvo de mandado internacional de detenção.

O segundo suspeito, também de nacionalidade chinesa, continua em parte incerta. Tal como o agora detido, é alvo de mandado de detenção internacional, emitido pouco tempo depois do homicídio.

Na origem do homicídio violento está uma dívida de 70 mil euros que a vítima contraiu com traficantes de meixão, enguia juvenil cuja apanha é ilegal em Portugal, mas cujo quilo vale mais de seis mil euros em mercados asiáticos. A rede é também conotada por tráfico de droga, mas esta é maioritariamente realizada a partir de Espanha, entre Madrid e Barcelona.

- PUB -

Sem meios para conseguir pagar a dívida dentro dos prazos acordados, foi executado pelos dois suspeitos. O cadáver foi encontrado ao início da manhã de dia 4 de Maio de 2019, sábado, numa zona erma do Parque Industrial da Sapec, em Setúbal, perto do Estuário do Sado. Estava num terreno de terra batida de acesso à ETAR, um local onde apenas trabalhadores portuários passam. Foi um membro da equipa de segurança da empresa que o encontrou e o cenário era grotesco.

O homem não tinha documentos de identificação consigo, o que tornou difícil o trabalho de investigação, mas ainda nesse fim de semana a PJ de Setúbal identificou os suspeitos que fugiram numa carrinha para fora do país. A viatura foi encontrada num hotel em Léganés, na zona de Madrid, o mesmo hotel onde o homicida foi agora detido.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -