16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaFeridos graves em acidente em Palmela têm entre 3 e 9 anos

Feridos graves em acidente em Palmela têm entre 3 e 9 anos

Duas das três crianças foram transportadas em helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria, Lisboa. A outra foi encaminhada para o Garcia de Orta

 

- PUB -

As três crianças feridas com gravidade na sequência de uma colisão entre três veículos ligeiros em Palmela, neste sábado, têm idades compreendidas entre os três e os nove anos, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal indicou inicialmente que o acidente que ocorreu na Estrada Nacional (EN) 5, na União de Freguesias de Poceirão e Marateca, no concelho de Palmela, cujo alerta foi dado pelas 19:12, tinha provocado seis feridos, dois leves e quatro graves, sendo estes últimos quatro crianças.

Contactado mais tarde pela Lusa o CDOS de Setúbal indicou que resultaram deste acidente três feridos leves [todos adultos] e três feridos graves [crianças].

- PUB -

A mesma fonte indicou que duas das três crianças foram transportadas de helicóptero para o hospital de Santa Maria, em Lisboa, e uma para o hospital Garcia de Orta, em Almada (Setúbal).

A fonte do CDOS de Setúbal acrescentou ainda que a estrada foi reaberta ao trânsito nos dois sentidos pelas 22:36.

Para o local do acidente foram mobilizados 60 operacionais, apoiados por 24 veículos e um helicóptero. HYT // JMR

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -