29 Setembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroCentro operacional da Protecção Civil do Barreiro já funciona em novas...

Centro operacional da Protecção Civil do Barreiro já funciona em novas instalações e com mais eficácia

Plataforma informática permite revelar local e estado das ocorrências em tempo real

 

- PUB -

As instalações do Centro Operacional de Protecção Civil do Barreiro foram inauguradas na última sexta-feira, na presença da secretária de Estado da Administração interna, Patrícia Gaspar e do presidente da autarquia, Frederico Rosa, numa cerimónia que decorreu nas novas instalações dos serviços municipais, situadas na freguesia de Santo André.

A partir de agora, o concelho passa a dispor de uma gestão integrada entre a Câmara, o Serviço Municipal de Protecção Civil e as duas corporações de bombeiros, que permitirá centralizar, gerir e tratar “ao minuto” toda a informação, para que sejam accionados os meios de socorro necessários.

A gestão será assegurada através de uma nova plataforma informática, adquirida recentemente pelo município, que possibilita detectar o respectivo estado e georreferenciação das ocorrências no território.

- PUB -

De acordo com a autarquia, o que “antes se encontrava de forma particular e individual em cada quartel”, na prática, está agora em “interligação directa” entre as referidas entidades, sendo possível saber onde se encontram os meios e recursos de ambas as corporações, para responder “cada vez mais rápido às ocorrências, permitindo alocar os meios correctos para cada uma”.

Durante a visita, Patrícia Gaspar elogiou o equipamento: “Um centro bem pensado e trabalhado que representa um investimento seguro e cujo retorno não tem preço”, sublinhou, afirmando que “qualquer euro que se invista na Protecção Civil é um retorno garantido”.

A governante lembrou que a agregação de todas as forças vivas de Protecção Civil do concelho, permitirá dar uma resposta “mais eficaz e coordenada a qualquer situação”, sendo este “um salto qualitativo naquela que será a capacidade de resposta do Barreiro a eventuais situações de emergência, acidente grave ou catástrofe”.

- PUB -

Na sua perspectiva, a resposta da Protecção Civil não se esgota nos serviços municipais: “É um desafio de toda a autarquia, onde todos os departamentos vão ter de dar um passo em frente e ajudar naquilo que é a resposta necessária”, disse.

Acompanhar ocorrências no território em tempo real

Para o presidente Frederico Rosa, a inauguração do centro operacional é “um passo de gigante” para a Protecção Civil. “Este trabalho surge na sequência do que temos vindo a fazer desde a pandemia […], quer no aumento de novos elementos, quer numa resposta centrada nos nossos corpos de bombeiros”, assinalou.

O edil considera que a inovação “passa agora por este avanço tecnológico gigante onde se pode acompanhar as ocorrências em tempo real de tudo o que acontece”, para que seja possível alocar meios e concentrar esforços de várias entidades, desde “a sala de operações à sala de gestão de crises”, esclareceu.

A racionalização de meios, explicou, possibilitará que o Barreiro “consiga chegar mais rápido” e de forma “mais eficiente”, o que, no seu entender, se traduz “numa maior protecção” da população e onde o presente executivo pretende continuar a investir.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -