29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaConclusão das obras da Ribeira da Salgueirinha está prevista para o início...

Conclusão das obras da Ribeira da Salgueirinha está prevista para o início do próximo mês

Prazo derrapou três semanas. Câmara Municipal explica ‘percalços’ ocorridos na execução dos trabalhos, que deveriam ficar prontos até dia 15

 

- PUB -

As obras de regularização da Ribeira da Salgueirinha deveriam ficar concluídas “até 15 deste mês”, mas “prevê-se uma derrapagem de mais três semanas a contar desse dia”. A estimativa foi avançada a O SETUBALENSE por fonte da Câmara Municipal de Palmela, que ressalvou não existir, porém, a garantia absoluta de que a execução dos trabalhos possa estar finalizada na nova data.

O condicionamento ao trânsito automóvel na Estrada Nacional (EN) 252, principal acesso de ligação de Pinhal Novo a Setúbal, vai assim manter-se por mais alguns dias. O município, assegura a mesma fonte, “tem estado a pressionar a empresa” responsável pela empreitada no sentido de que os trabalhos prossigam “o mais rapidamente possível”. A intervenção “nunca esteve parada”, mas “é preciso respeitar todos os requisitos técnicos”. Para o próximo fim-de-semana “está marcada uma visita de todos os eleitos, incluindo os da Mesa da Assembleia Municipal, ao local”, para que possam constatar ‘in loco’ as dificuldades inerentes à complexidade da obra.

Isto depois de alguns percalços que foram surgindo no decurso dos trabalhos, conforme explica a autarquia em nota de Imprensa. “As fortes chuvadas, que condicionaram a empreitada, não tiveram consequências graves. No entanto, verificou-se o arrastamento de terras e outros inertes no atravessamento que está a ser construído na Rua da Lagoa da Palha, provocando a interdição de circulação num pequeno troço”, faz notar a edilidade. “Houve ainda a quebra de um colector da SIMARSUL, que já foi reparado” e no atravessamento da EN252 “verificou-se algum assoreamento na passagem hidráulica em construção, que está a ser removido”. Além de ter sido registado também “arrastamento de vegetação no traçado e atravessamento antigos, que ainda não foram desactivados, mas sem consequências de maior” – situação entretanto resolvida pelos serviços municipais.

- PUB -

Outras condicionantes

O município lembra que, à margem desses percalços, houve também “problemas pontuais com a empreitada, comuns a todas as obras, públicas e privadas, no País”, como a “falta de mão-de-obra especializada, agravada pela crise pandémica”.

This slideshow requires JavaScript.

- PUB -

Ao mesmo tempo, aponta o dedo à tutela. “A empresa Infraestruturas de Portugal (IP) não aprovou a solução pré-fabricada para o local, mantendo-se a construção ‘in situ’, mais demorada”, critica a autarquia, que recorda que “o atravessamento em causa deveria ter sido feito pela IP”.

Ainda assim, a Câmara salienta que “concordou fazer a obra”. E acrescenta: “Já em obra, o empreiteiro propôs, em Novembro de 2020, alterar a metodologia para pré-fabricado, para que o tempo de interrupção da estrada fosse menor. Apesar dos técnicos da IP preferirem essa metodologia, em Fevereiro ainda não tinham aprovado nada, tendo sido necessário voltar à solução inicial.”

Contudo, até mesmo a solução inicial acabou por ser demasiado morosa – as aprovações necessárias (materiais, sinalização e licenças) levaram “cerca de três meses, entre Abril e Julho, impedindo a utilização do período do Verão, com menos tráfego”, defende a edilidade. “A forte dependência de outras entidades é mais uma condicionante desta obra, que se confronta com os problemas nacionais de falta de cadastros”, conclui, para dar como exemplos “cabos eléctricos de média tensão, infra-estruturas de comunicação e outras” encontradas no subsolo e que obrigaram a inúmeras diligências.

A regularização da Ribeira da Salgueirinha – obra com décadas de reivindicação – tem 12 passagens hidráulicas e vários métodos construtivos, representando um investimento de quase 3 milhões de euros (financiado em 85% pelo Fundo Ambiental).

Rua da Lagoa da Palha vai ter uma faixa reaberta no sábado

Os trabalhos de regularização da Ribeira da Salgueirinha implicaram também a interdição à circulação automóvel – tal como acontece na EN252 – num troço da Rua da Lagoa da Palha. Mas no próximo sábado, face à realização de mercado, vai ser reaberta uma faixa de rodagem para que o trânsito possa ser efectuado de forma alternada no local. A circulação continuará depois interditada na referida estrada, devido à execução das obras.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Área Metropolitana de Lisboa assegura transporte rodovidário sadino até chegada da Carris Metropolitana

É necessário "dar continuidade às Autorizações Provisórias até a entrada do novo operador, de forma a evitar a ruptura dos serviços públicos de transporte rodoviário de passageiros no concelho de Setúbal"
- PUB -