23 Outubro 2021, Sábado
- PUB -
Início Local Setúbal Acto de vandalismo causa prejuízo de cerca de três mil euros à...

Acto de vandalismo causa prejuízo de cerca de três mil euros à icónica Pastelaria Abrantes

Proprietário do estabelecimento apela para a instalação de câmeras de videovigilância na cidade, em prol da segurança da população

 

- PUB -

À recente onda de vandalismo a acontecer um pouco por toda a cidade de Setúbal, como são disso exemplo os carros incendiados, junta-se agora um acto de pura destruição, ou assalto falhado, na zona nobre comercial sadina, que teve como alvo a icónica pastelaria Abrantes.

Tudo aconteceu por volta das 21 horas da passada quinta-feira, dia 09, com as ruas já praticamente desertas. Dois vidros de grande dimensão foram totalmente partidos, causando um prejuízo de cerca de três mil euros à quase centenária casa, segundo explicou Alfredo Rosa, gerente da pastelaria, a O SETUBALENSE. Um valor que só não é mais elevado porque o agressor “não chegou ao interior” do espaço.

- PUB -

O proprietário demonstrou ainda estar surpreendido com o sucedido, uma vez que a relação dos funcionários da Abrantes “com os clientes, moradores e comunidade em geral não podia ser melhor”, não compreendendo “as motivações para alguém fazer uma coisa destas”.

Ao local acorreu a Polícia de Segurança Pública (PSP) para tomar conta da ocorrência.

Com o que tem vindo a acontecer na cidade, em termos de segurança nas ruas, o empresário expressou que algo tem de ser feito em prol da segurança de todos. “A instalação de câmeras de videovigilância na cidade é muito importante para ajudar a parar com estas situações. Espero que, de uma vez por todas, todos se entendam, para que se tome esta medida”.

- PUB -

No momento da destruição, um morador da Rua Doutor Estevam de Vasconcelos, que vive a poucos metros de distância da pastelaria, disse a O SETUBALENSE ter ouvido um grande estrondo, provocado pela quebra dos vidros, tendo conseguido ver um indivíduo de máscara a fugir do local.

“Penso que terá agido de forma solitária porque não vi mais ninguém”, reforçou. A testemunha, que prefere o anonimato, especifica que o acto de vandalismo decorreu por volta das 21 horas e que o alegado autor do crime será “um homem jovem”.

Também os lojistas instalados na zona, assim como alguns residentes, demonstraram estar surpreendidos com a acção, uma vez que “nunca aconteceu algo assim, com este grau de destruição”.

No entanto, a preocupação tem estado, nos últimos tempos, presente junto da população, porque os actos de vandalismo na baixa comercial têm ocorrido com alguma frequência, “com grafitis nas montras, vidros riscados,  flores destruídas e até fezes de animais colocadas à entrada das lojas”.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Embarcação de pesca de Setúbal sofre danos em encontro com orcas

Mestre diz que ataque, de grupo de quatro animais, durou 20 minutos e partiu leme do barco

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Fica em prisão preventiva por esfaquear rival à porta de bar

Clientes travaram agressor e socorreram vítima
- PUB -