20 Janeiro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioRegionalGNR põe fim a duas festas ilegais com mais de 700 pessoas...

GNR põe fim a duas festas ilegais com mais de 700 pessoas em Palmela e Almada

Na festa no Monte de Caparica, em Amada, foi encontrada uma pistola de alarme modificada

- PUB -

A Guarda Nacional Republicana (GNR) terminou no fim de semana com duas festas ilegais em Palmela e Almada, que juntaram “mais de 700 pessoas” em desrespeito às medidas contra covid-19, anunciou hoje esta força de segurança.

A primeira intervenção da GNR do Comando Territorial de Setúbal ocorreu na noite de sábado, na localidade de Vale de Touros, em Palmela, após uma denúncia de que estaria a decorrer uma festa ilegal, tendo os militares da Guarda deslocado-se de imediato para o local, onde constataram a presença de “cerca de 600 pessoas”.

“O promotor da festa foi identificado e o evento foi cessado de imediato por inobservância do cumprimento das várias normas vigentes para a contenção da pandemia covid-19 [nomeadamente pista de dança em funcionamento, falta do uso de máscaras e falta de cumprimento do distanciamento] e também por falta de licença especial de ruído”, informou a força de segurança, em comunicado.

- PUB -

Já na noite de domingo, na localidade do Monte da Caparica, em Almada, na sequência de uma denúncia sobre uma festa no interior de uma garagem, os militares da Guarda foram para o local e verificaram que se encontravam “cerca de 100 pessoas em pleno desrespeito das medidas vigentes no âmbito da pandemia covid-19”.

A GNR deu ordem de encerramento da festa e elaborou os respectivos autos de contraordenação, tendo ainda sido encontrada e apreendida “uma pistola de alarme modificada, de calibre 6,35 mm, abandonada no local, com uma munição, bem como duas facas, o que deu origem a um auto de notícia remetido para o Tribunal Judicial de Almada”.

Estas duas acções policiais em Palmela e Almada, desenvolvidas no sábado e no domingo, respectivamente, para cessar “duas festas ilegais com mais de 700 pessoas, em duas situações distintas, em desrespeito às medidas impostas no âmbito do combate à pandemia covid-19”, contaram com o reforço de Destacamento de Intervenção (DI) de Setúbal e da Unidade de Intervenção (UI).

- PUB -

Em comunicado, a GNR reiterou que o cumprimento das medidas vigentes no âmbito do combate à pandemia covid-19 é fundamental para conter a propagação do vírus.

SSM / Lusa

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Pinhalnovense não tem jogadores para ir a jogo no próximo domingo

No Campeonato de Portugal a situação está muito complicada para os clubes da região porque o Barreirense está numa posição delicada na tabela classificativa...

Casal assaltou 13 casas num mês na Moita

Um casal assaltou 13 casas na Moita no espaço de um mês. Ele assaltava e ela vendia os bens. Conseguiram 29 mil euros. Os assaltos...
- PUB -