22 Setembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Urgência de obstetrícia do Hospital de Setúbal está hoje encerrada por falta...

Urgência de obstetrícia do Hospital de Setúbal está hoje encerrada por falta de médicos

Situação prolonga-se por 24 horas. Grávidas estão a ser encaminhadas para o Hospital Garcia de Orta, Almada, e para o Centro Hospitalar Barreiro Montijo

 

- PUB -

A urgência de obstetrícia do Hospital de São Bernardo, em Setúbal, está encerrada desde as 09 horas, situação que se irá prolongar por 24 horas, devido à falta de médicos desta especialidade, informou à Lusa fonte do centro hospitalar.

“É uma questão pontual, por falta de recursos humanos”, indicou o gabinete de comunicação do Centro Hospitalar de Setúbal.

Depois do encerramento pelo período de 24 horas, a urgência de obstetrícia do Hospital de São Bernardo deverá voltar a funcionar normalmente “a partir das 09 horas de quinta-feira”, referiu a mesma fonte.

- PUB -

“O Centro Hospitalar de Setúbal e os hospitais da Península de Setúbal trabalham de forma articulada”, afirmou o gabinete de comunicação, explicando que as grávidas estão a ser encaminhadas para os outros dois hospitais da região, designadamente o Hospital Garcia de Orta, em Almada, e o Centro Hospitalar Barreiro Montijo.

No âmbito do encerramento da urgência de obstetrícia do Hospital de São Bernardo, o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) tem já indicação de que as grávidas devem ser atendidas nos outros dois hospitais.

Em 17 de Fevereiro de 2020, a Ordem dos Médicos alertou para a possibilidade de encerramento da urgência de obstetrícia do Hospital de São Bernardo, devido à saída de cinco médicos daquele serviço no final desse ano.

- PUB -

“O serviço de obstetrícia está em perigo de desaparecer, em termos de urgência e não só. De nove médicos, cinco vão-se embora no final do ano. As idades dos médicos, em geral, são muito elevadas, passam os 55 anos”, disse Daniel Travancinha, do Conselho Sub-Regional de Setúbal da Ordem dos Médicos.

Daniel Travancinha falava aos jornalistas no final de uma reunião com a direcção clínica do Hospital de São Bernardo, em que também participou o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, e na qual foram abordados alguns problemas, como as agressões a médicos e a necessidade de ampliação daquela unidade hospitalar.

Segundo o bastonário da Ordem dos Médicos, “a obstetrícia e a ginecologia, se nada for feito nos próximos três ou quatro anos, vai ter de fechar a urgência externa, sendo que este ano [2020] já existem dias em que a urgência está fechada por falta de médicos”, corroborou o bastonário.

SSM (GR) // VAM

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Burger King abre 12.° restaurante no Distrito de Setúbal

A marca Burger King aumentou para 12 o número de restaurantes que detém no Distrito de Setúbal, com a abertura de mais uma unidade...

Presidente da Fertagus diz que comboio até à Gare do Oriente depende do Estado

Ana Cristina Dourado afirma que a empresa tem objectivo de prolongar o serviço que termina na zona Roma-Areeiro

Homem desfigura prostituta à pancada em Grândola e foge do tribunal depois de apanhado a roubar carro

Dependente de cocaína, João Pratas responde agora por tentativa de homicídio com julgamento a decorrer no Tribunal de Setúbal   Sem dinheiro para satisfazer o vício...
- PUB -