22 Outubro 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Local Montijo Nuno Canta e Carlos Jorge de Almeida pegados por “chico-espertice”

Nuno Canta e Carlos Jorge de Almeida pegados por “chico-espertice”

O debate entre o presidente socialista e o vereador comunista aqueceu. E teve um momento a fazer lembrar tempos da escola primária

 

- PUB -

A vereação da CDU quer conhecer todas as decisões judiciais sobre os processos movidos contra o presidente da Câmara, Nuno Canta. Na reunião de quarta-feira passada, Carlos Jorge de Almeida exortou Nuno Canta a apresentar os documentos que comprovam que todas as acusações “têm batido na parede e sido arquivadas”, conforme tem afiançado o socialista. E o debate entre ambos aqueceu, quando Nuno Canta apelidou a atitude do comunista de “chico-espertice”.

“Traga-nos os despachos de arquivamento. Queremos ver já na próxima reunião. Se não o fizer vamos compeli-lo juridicamente a fazê-lo. Se o senhor é participado, é na sua qualidade de presidente da Câmara. Se quer ter o mínimo de credibilidade, traga os papelinhos [a dizer] que os tribunais lhe têm dado razão”, disse o comunista.

Na resposta Nuno Canta foi duro, mas foi de imediato interrompido. “O senhor veio com uma chico-espertice aqui à Câmara…”, começou por dizer o socialista, com Carlos Almeida a devolver de imediato: “Chico-esperto é o senhor”. E seguiu-se um momento a lembrar tempos de escola primária, com o presidente a repetir três vezes: “O senhor é que é”. E o comunista a retorquir: “Está a ver-se ao espelho, seja educado, não tem pingo de educação”.

- PUB -

Nuno Canta voltou então à carga: “Deixemos o senhor vereador esvaziar a sua emoção”. “Já esvaziei, diga mais, ofenda mais”, respondeu Carlos Almeida. “Ó vereador, longe de mim ofendê-lo. O vereador é que ofende o presidente ao dizer que os documentos escriturados que apresento omitem informação à Câmara. Isso é um abuso”, atirou Nuno Canta.

“Eu não disse isso”, defendeu Carlos Almeida. “Disse”, insistiu o socialista, para vincar que se dirigia de seguida “com toda a simpatia e educação” ao autarca da CDU. Mas o comunista voltou a interromper. “Não aceito que diga que trata os vereadores da oposição com simpatia, porque não trata. O senhor não tem simpatia nenhuma”. “Tenho simpatia e até alguma empatia pelo senhor vereador. Compreendemos o alcance das suas palavras. Mas é com toda a simpatia que lhe digo que os processos que são em nome de Nuno Miguel Caramujo Ribeiro Canta são do nosso foro privado e pessoal”, finalizou o socialista.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Embarcação de pesca de Setúbal sofre danos em encontro com orcas

Mestre diz que ataque, de grupo de quatro animais, durou 20 minutos e partiu leme do barco

António Pereira: “Continuo a ver coisas no Vitória que não tenho visto nem na I Liga”

Eliminação da Taça de Portugal com o Vizela não esmoreceu aplausos aos atletas

CDU rompe acordo com PSD e ‘salva’ PS na Assembleia Municipal

Geringonça desfeita. CDU queria sigilo sobre o compromisso até à tomada de posse. João Afonso (PSD) acusa comunistas de faltarem à palavra
- PUB -