14 Maio 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Câmara Municipal exige medidas imediatas de remoção dos resíduos encontrados no Estuário...

Câmara Municipal exige medidas imediatas de remoção dos resíduos encontrados no Estuário do Sado

Também José Luís Ferreira, do PEV, e Cristina Rodrigues querem respostas sobre as 120 mil toneladas encontradas na Eurominas

 

- PUB -

Por considerar que o Sado e o seu estuário merecem reforçada protecção, a Câmara Municipal de Setúbal vai exigir à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT) e ao Ministério do Ambiente a adopção imediata de medidas que visem a remoção das 120 mil toneladas de resíduos suspeitos de serem perigosos, encontrados recentemente na zona da antiga Eurominas.

Em comunicado, a autarquia sadina afirma os “depósitos idênticos aos que foram localizados em 2020 no Vale da Rosa têm de merecer uma atenção acrescida por parte das entidades governamentais com competências de fiscalização nestas matérias”.

Por estarem situados “numa área enquadrada pela Reserva Natural do Estuário do Sado”, a resolução da situação “exige rapidez”, uma vez que se trata de “um verdadeiro problema ambiental”. “O destino a dar aos resíduos em causa, caso se confirme a sua perigosidade, apenas pode ser um aterro destinado à recolha deste tipo de materiais, tal como a lei determina”, explica o município através da mesma nota.

- PUB -

A edilidade manifestou, ainda, “toda a disponibilidade para acompanhar a resolução deste problema”. O depósito clandestino agora encontrado relevou ser constituído por materiais semelhantes aos detectados no passado ano no Vale da Rosa, uma vez que os blocos e pó são da mesma cor – cinza-escuro com tons esverdeados -, os terrenos em redor apresentam vestígios iguais e os caminhos de acesso parecem atapetados de restos deste material.

Deputados José Luís Ferreira e Cristina Rodrigues também questionam Governo

Também o deputado José Luís Ferreira, do Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), e a deputada não inscrita Cristina Rodrigues direccionam para o Ministério do Ambiente e da Acção Climática um conjunto de questões sobre o depósito de resíduos descobertos no decorrer deste mês no Estuário do Sado.

- PUB -

Para o deputado do PEV, é relevante saber “que diligências vai o Governo tomar relativamente a este depósito”, “que análises foram realizadas e que investigação foi encetada para determinar a sua origem e características”, “que medidas de mitigação e de protecção estão a ser tomadas face às escorrências provenientes destes resíduos” e “quando prevê o Governo proceder à sua remoção”.

Já Cristina Rodrigues, “dado que os resíduos se encontram perto do terminal da antiga Eurominas, infra-estrutura agora concessionada a outras empresas”, pretende igualmente tomar conhecimento se estarão “estas entidades envolvidas na situação”.

À semelhança de José Luís Ferreira, a deputada não inscrita perguntou igualmente “que acompanhamento quer o Ministério fazer desta situação”, aproveitando “para indagar também acerca da demora da remoção das 80 mil toneladas do Vale da Rosa”.

- PUB -

Mais populares

GNR desmantela maior rede de tráfico de amêijoa do Tejo em mega-operação com 200 militares

Operação resultou na detenção de seis homens e duas mulheres e na apreensão de 120 mil euros, 22 veículos e 14 embarcações   Um grupo de...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Detidos em operação internacional de captura de amêijoa no Tejo são portugueses

Detidos serão presentes amanhã e quinta-feira ao tribunal do Montijo para 1.º interrogatório e aplicação das respectivas medidas de coacção   Os cinco detidos numa mega-operação...
- PUB -