14 Maio 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Desporto Paulo Rodrigues: “Mesmo que ganhe a votação sairemos da Direcção do Vitória”

Paulo Rodrigues: “Mesmo que ganhe a votação sairemos da Direcção do Vitória”

Votação decorre hoje, entre as 11 e 21h00, na sala do Bingo, do estádio do Bonfim

 

- PUB -

A direcção do Vitória Futebol Clube, presidida por Paulo Rodrigues, anunciou ontem em comunicado que abandona hoje funções, independentemente do resultado da Assembleia Geral Extraordinária em que votam a destituição da direcção.

O dirigente garante que o resultado da votação em que os sócios se pronunciam sobre a revogação do mandato que iniciou há cerca de mês e meio não terá influência na decisão que tomou. “Mesmo que ganhe a votação da AG Extraordinária desta sexta-feira, dia 4 de Dezembro [entre as 11 e 21h00 horas na Sala do Bingo, no estádio do Bonfim], sairemos da Direcção do Vitória FC”. No texto publicado, o presidente eleito para o cargo a 18 de Outubro não poupa críticas à Câmara Municipal de Setúbal, na pessoa da sua presidente Maria das Dores Meira, que acusa de falta de cooperação na resolução de dossiers cruciais, facto que foi decisivo para anunciar a sua saída do clube.

“Chegámos a pré- -acordo com a Parvalorem [credora do clube], tendo conseguido um perdão de dívida de 17 milhões de euros, mas, e este mas, é fundamental para a decisão que tomei, o Vitória FC só poderá beneficiar deste perdão caso a Câmara Municipal de Setúbal, e a sua Sra. presidente Maria das Dores, cooperarem”.

- PUB -

Paulo Rodrigues considera que a falta de comunicação com os representantes da autarquia, que acusa de falta de profissionalismo, impossibilita o trabalho da sua direcção. “Sempre quis fazer parte da solução e não do problema, e esperámos e insistimos até ao último momento possível para perceber se a Sra. presidente nos receberia, não para ser um apoio, mas para no mínimo serem profissionais e demonstrarem preocupação verdadeira para com o Vitória FC. Sem o profissionalismo da Câmara e da Sra. presidente não fará sentido continuar a lutar para implementar as soluções que temos, pois nunca quererão trabalhar connosco, e nunca haverá paz, e será cada vez mais criado o inferno”.

O comunicado visa também o presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Vitória de Setúbal, Nuno Soares, que acusa de ser “subserviente dos interesses político partidários da cidade”. “O sistema que está fortemente instalado e enraizado, enquanto não for quebrado, não duvido de que o Vitória FC será sempre um refém, ainda mais tendo um presidente da MAG, representante máximo dos sócios, como alguém subserviente dos interesses político partidários da cidade. Por isto, e não por qualquer caça às bruxas é que tudo o que identificámos como claramente lesivo para como o Vitória foi entregue às autoridades competentes para o efeito, para que seja feita justiça para com o Vitória FC”. O texto manifesta “orgulho” no trabalho realizado pela direcção, que consideram ter feito “em mês e meio muito mais do que muitos em mandatos completos”.

“Pagámos cerca de 150 mil euros em despesas que inúmeros meses de atraso, começámos a regularizar os salários dos funcionários, os salários dos jogadores, pagámos seguros, pagámos electricidade, pagámos água, pagámos PER (Processo Especial de Revitalização), chegámos a acordo com o clube Taubaté (clube brasileiro) que permitiu desbloquear o gravíssimo problema junto da FIFA, tínhamos conseguido um novo potencial patrocinador, para o futebol e várias modalidades e que também nos garantia solução para pagar os ordenados de Novembro, Dezembro e subsídio de Natal, que perante todas as informações relativas à AG Extraordinária, decidiram adiar”.

- PUB -

Paulo Rodrigues, que afirma que vão sempre existir “tentativas de golpes de Estado, e quem sairá sempre mais prejudicado será o Vitória”, diz que o seu sucessor terá acesso aos dossiers compilados pela sua direcção no último mês e meio. “Temos um conjunto de dossiers devidamente preparados para entregar a quem nos vier suceder, para que os próximos não sejam recebidos como nós fomos e para que o Vitória não fique entregue à indefinição, à incerteza e ao desconhecimento de quem o vai ter de tentar governar”.

Votação da AG decorre no Bingo

Apesar do anúncio da saída da direcção liderada por Paulo Rodrigues, independentemente do resultado da votação, a Assembleia Geral Extraordinária (até à hora do fecho da presente edição) mantém-se marcada para a Sala do Bingo, do estádio do Bonfim. Numa comunicação feita ontem pela MAG foi reiterada a realização da reunião magna. “A Assembleia irá realizar-se amanhã, entre as 11h00 e as 21h00. Apelamos, por isso, a todos os sócios para proporcionarem uma votação massiva, digna de um clube como o nosso Vitória”.

Ricardo Lopes
Jornalista
- PUB -

Mais populares

GNR desmantela maior rede de tráfico de amêijoa do Tejo em mega-operação com 200 militares

Operação resultou na detenção de seis homens e duas mulheres e na apreensão de 120 mil euros, 22 veículos e 14 embarcações   Um grupo de...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Detidos em operação internacional de captura de amêijoa no Tejo são portugueses

Detidos serão presentes amanhã e quinta-feira ao tribunal do Montijo para 1.º interrogatório e aplicação das respectivas medidas de coacção   Os cinco detidos numa mega-operação...
- PUB -