19 Janeiro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaFutebol solidário no Pinhal Novo

Futebol solidário no Pinhal Novo

Hoje, os adeptos que forem ao Campo Santos Jorge pelas 15h00, assistir ao jogo Pinhalnovense – Olhanense, vão apoiar a Comunidade Vida e Paz, Associação Médicos do Mundo e o C.A.S.A. – Centro de Apoio a Sem-Abrigo.

 

- PUB -

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Santa Casa da Misericórdia de Setúbal realizam este fim-de-semana a iniciativa “Estádio Solidário”, com o objectivo de angariar fundos de apoio para instituições que prestam auxílio a pessoas em situação de sem-abrigo. No distrito de Setúbal o jogo Pinhalnovense – Olhanense será a oportunidade de os adeptos participarem nesta causa.

Com esta iniciativa, por cada espectador presente nos jogos da jornada 15 do Campeonato de Portugal será doado 1,00 Euro pela FPF e pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa à Comunidade Vida e Paz, Associação Médicos do Mundo e C.A.S.A. – Centro de Apoio a Sem-Abrigo.

A FPF considera a comunidade de pessoas em situação de sem-abrigo, “de enorme vulnerabilidade” a passar por “situações que cada vez mais nos envergonham a todos”. Motivos pelos quais a federação julga que o futebol tem a responsabilidade e o poder de “mudar a vida das pessoas, tendo esta causa uma urgência que todos compreendem e assumem”.

Comentários

- PUB -
- PUB -
- PUB -

Mais populares

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Rua José de Groot Pombo encerrada até Abril devido a “exigente e profunda” obra

Intervenção dedicada à reabilitação integral da via, incluindo a construção de passeios mais acessíveis   A Rua José de Groot Pombo, em Setúbal, vai permanecer encerrada...

Mais de 70 lotes de terreno no Bairro Grito do Povo alienados a proprietários de habitações

Os lotes vão ser vendidos a moradores e descendentes directos, que pretendam melhorar as condições de habitabilidade
- PUB -