8 Dezembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalPlano distrital de combate a fogos já está a funcionar

Plano distrital de combate a fogos já está a funcionar

Elísio Oliveira, Comandante Operacional Distrital de Setúbal, promete apresentação pública para os próximos dias e sublinha: ‘A nossa preocupação foi ter o plano pronto’

 

- PUB -

 

 

O Plano Operacional Distrital de Combate a Incêndios Rurais já está “pronto, aprovado, homologado e foi distribuído a todas as entidades competentes”, encontrando-se em “perfeito funcionamento, de acordo com a Directiva Operacional Nacional”. A garantia foi ontem dada pelo Comandante Operacional Distrital (CODIS) de Setúbal, Elísio Oliveira, a O SETUBALENSE, desmitificando o facto de o plano não ter sido ainda apresentado publicamente, o que irá acontecer nos próximos dias, “obrigatoriamente” antes do início da Fase Charlie – época mais crítica de combate aos fogos florestais que habitualmente se inicia a 1 de Julho.

- PUB -

“Estamos a preparar a apresentação. Mas aquilo que diz a directiva nacional – e não a lei – não é que seja uma apresentação pública, mas sim uma apresentação para todas as agências e entidades, onde serão convidados os órgãos de Comunicação Social”, explicou o responsável, rectificando assim a notícia da Lusa, publicada ‘online’ também por o DIÁRIO DA REGIÃO – SETUBALENSE, a dar conta de que pelo menos metade dos planos operacionais distritais de combate a incêndios rurais deste ano (Aveiro, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Portalegre, Porto, Viana do Castelo e Vila Real) foram apresentados fora do prazo previsto por lei, até 14 de Maio, além de Setúbal que irá ainda fazer a apresentação.

“A nossa preocupação foi ter o plano devidamente pronto e aprovado de acordo com a directiva nacional”, disse Elísio Oliveira, reforçando: “Todos os elementos que concorrem para a defesa da floresta têm conhecimento do plano, tanto que todas as respostas têm sido devidamente articuladas. Já temos o helicóptero no Montijo em funcionamento, está tudo a funcionar em pleno e, portanto, as pessoas sabem como se articulam. Temos ainda aqui o reforço das Equipas de Intervenção Permanente e a única coisa que falta é, eventualmente, considerar aqui a possibilidade de [apresentação aos] jornalistas”.

Possibilidade que o responsável confirmou que irá acontecer “nos próximos dias”, antes do início da Fase Charlie “obrigatoriamente”.

- PUB -

Cascade’ 19 obrigou a esforço

Elísio Oliveira salientou a concluir que o plano “foi preparado e acordado com todos os intervenientes”, lembrando ainda o envolvimento “de todos” os agentes – “não só da Autoridade Nacional de Protecção Civil”, vincou – no exercício europeu Cascade’ 19. “Foi uma acção de extrema relevância, que obrigou também a um trabalho esforçado de toda gente, que foi reconhecido”, rematou.

Recorde-se que os planos operacionais distritais referem-se ao planeamento de defesa da floresta contra incêndios da responsabilidade do ICNF, enquanto que o Plano de Operações Distrital (PLANOP) é da responsabilidade do Comandante Operacional Distrital (CODIS). Este último encontra-se estipulado pela Directiva Operacional n.º 2, para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais.

Importa ainda salientar que, relativamente ao concelho de Setúbal, a Câmara Municipal tem actualmente o planeamento municipal de defesa da floresta devidamente actualizado.

 

 

Montijo e Grândola com hélis de ataque

Englobado no plano operacional para o distrito de Setúbal, em termos de meios de combate aos incêndios florestais, foi colocado um helicóptero de ataque inicial aos fogos na Base Aérea n.º 6, no Montijo. A aeronave está operacional desde o passado sábado na base montijense, onde permanecerá até 31 de Outubro, e tem um raio de alcance de 40 quilómetros, podendo assegurar missões a concelhos limítrofes. Ainda no distrito, Grândola, recorde-se, também conta com outro helicóptero para as mesmas funções.

 

 

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Caso de gripe das aves detectado em Palmela

A DGAV lembrou que não existem evidências de que a gripe aviária seja transmitida para os humanos através do consumo de alimentos, como carne de aves de capoeira ou ovos

Águas de Moura subiu ao segundo lugar da tabela classificativa

Dos três da frente ninguém conseguiu ganhar e quem tirou partido disso foi a equipa orientada por Gonçalo Cruz que é agora vice-líder da competição.
- PUB -