22 Maio 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalMinistro da Ciência abre E-Tech e diz que quer mais portugueses a...

Ministro da Ciência abre E-Tech e diz que quer mais portugueses a utilizar a Internet

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, afirmou hoje que é necessário “aumentar o número de utilizadores portugueses da Internet”, na abertura da feira E-TECH Portugal 2018, que decorre hoje e sábado em Setúbal.

“Só sete em cada dez portugueses utilizam a Internet e temos de conseguir que sejam nove em cada dez”, disse o ministro, que estabeleceu um prazo de dez anos para se atingir este objectivo, através de um esforço de mobilização que passa por eventos como aquele que decorre este fim-de-semana em Setúbal.

- PUB -

“Esta iniciativa está a desempenhar um papel importante e é um exemplo para outras zonas do país, do tipo de iniciativa, de mobilização de escolas, empresas e, sobretudo, do papel mobilizador do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS)”, acrescentou Manuel Heitor.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior falava à agência Lusa depois de presidir à sessão de abertura da feira tecnológica E-Tech 2018, um evento organizado pela Edugep – Concepção, Desenvolvimento e Gestão de Projectos de Natureza Educacional, Social e Cultural Lda., ANPRI – Associação Nacional de Professores de Informática, AISET – Associação da Indústria da península de Setúbal e Câmara Municipal de Setúbal, que pretende promover a divulgação do `digital´ e do seu potencial para a região e para o país.

“Uma das razões que me trouxe aqui foi reconhecer o papel que o IPS tem desempenhado, quer na ligação ao ensino profissional, quer na ligação das empresas e ao ensino profissional. E, por isso, este papel mobilizador que hoje temos em 54 distritos, de diferentes politécnicos, é aqui em Setúbal particularmente importante”, disse Manuel Heitor.

- PUB -

Nesta terceira edição da E-Tech, este ano dedicada ao tema `Cidadania e Segurança Digital’, marcaram presença escolas de todo o país, do Minho ao Algarve, algumas com projectos a concurso no certame, como a Escola Lima de Freitas, de Setúbal.

“Temos um grupo de alunos do Curso Profissional de Ciência de Gestão e Programação de Sistemas informáticos que desenvolveram um robot que dispõe de um sensor de cores que lhe permite identificar e recolher garrafas, em função das cores. É um dos projectos que vai estar a concurso na E-Tech”, disse à agência Lusa a coordenadora do curso, professora Carla Cascais.

“O mais complicado foi programar a garra, designadamente em termos de velocidade de operação e de força, de forma a conseguir que o robot consiga fazer a recolha e o transporte das garrafas”, acrescentou o jovem Valério Vatavu, de origem ucraniana, um dos elementos do grupo que desenvolveu o projecto.

- PUB -

A par de dezenas de expositores e da presença de centenas de alunos de escolas de todo o país, a terceira edição da E-Tech inclui vários painéis de debate, sobre Segurança e Cidadania Digital: `Preparar Portugal para a realidade da cibersegurança´, `Cidadania e Segurança Digital – Qual o papel da Escola?´ e `Desafios para Portugal’, que terão lugar hoje e sábado no cais 3 do porto de Setúbal, junto ao rio Sado.

Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -