13 Junho 2024, Quinta-feira

- PUB -
Praça de Bocage é palco de actividades dedicadas às mulheres

Praça de Bocage é palco de actividades dedicadas às mulheres

Praça de Bocage é palco de actividades dedicadas às mulheres

Música, dança, pintura ao vivo, declamação de poesia e partilha de diversos testemunhos marcaram a manhã de ontem na cidade sadina

 

A Praça de Bocage foi na quarta-feira palco de diversas actividades dedicadas às mulheres, realizadas no âmbito da iniciativa “Praça Mulher”, organizada pela União das Freguesias de Setúbal para celebrar o Dia Internacional da Mulher.

- PUB -

“É o segundo ano consecutivo que fazemos este projecto, que tem como objectivo valorizar aquilo que as mulheres fazem em todas as profissões e em todas as áreas”, disse Rui Canas, presidente da União das Freguesias, a O SETUBALENSE.

Entre música, dança, poesia, pintura e “a partilha de testemunhos sobre a condição da mulher em vários quadrantes da sociedade”, o autarca explicou que as acções foram realizadas com o intuito de “valorizar o papel da mulher nessas actividades e valorizar o papel que elas têm aqui no território”.

“É importante valorizar esse papel porque, apesar de hoje haver pessoas que acham que os direitos das mulheres estão assegurados, nomeadamente através da legislação, nós sabemos que isso não é verdade. A diferença entre a realidade e a legislação é muita em alguns casos”, sublinhou Rui Canas.

- PUB -

Também presente esteve Nuno Costa, presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, que disse ser “importante assinalar o Dia da Mulher tendo em conta que há muito caminho ainda para fazer”.

“Às vezes olhamos para os sítios onde estamos e achamos que há muita coisa resolvida, e é verdade, mas também há muita desigualdade que é importante combater e resolver”, frisou.

“O apelo que fica é que [haja] união e para que façamos todos em conjunto este caminho de conquista de direitos, que é absolutamente necessário para uma sociedade evoluída como nós queremos”, acrescentou.

- PUB -

Na iniciativa “Praça Mulher”, organizada em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal, além da actuação do grupo ‘Os Flamenquitos de Santiago’, houve igualmente tempo para a declamação de poesia, através da leitura de poemas do livro “Memórias e Outras Emoções”, escrito por utentes do Centro Comunitário da União das Freguesias de Setúbal.

Além disso, subiram também a palco algumas mulheres para a partilha de testemunhos, assim como participaram na iniciativa, com pintura ao vivo, a Associação de Artistas Plásticos de Setúbal (Artiset) e a Galeria de Arte Pólvora D’Cruz.

Já as bancas com informações e de sensibilização para a igualdade de direitos ficaram a cargo da cooperativa SEIES, da Casa da Poesia de Setúbal e do Movimento Democrático de Mulheres (MDM).

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -