22 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
Ministra da Saúde admite “erros” nos mapas das urgências e promete Plano de Inverno

Ministra da Saúde admite “erros” nos mapas das urgências e promete Plano de Inverno

Ministra da Saúde admite “erros” nos mapas das urgências e promete Plano de Inverno

Governante visitou unidade hospitalar este sábado. Programa para os últimos meses do ano deverá estar pronto em “duas semanas”

A ministra da Saúde, Ana Paula Martins, visitou o Hospital São Bernardo este sábado, um dia depois de terem sido divulgados no portal do Serviço Nacional de Saúde (SNS) o mapa dos serviços de urgência geral e de obstetrícia/ginecologia que irão estar encerrados nas próximas semanas.

- PUB -

Momentos mais tarde, o mapa que indicava que todos os hospitais da Península de Setúbal – Setúbal, Barreiro e Almada – iriam ter urgências encerradas até à próxima quinta-feira, acabou por ser corrigido para uma versão em que indicava que as urgências geral e de pediatria do Hospital São Bernardo aparecem sempre abertas até dia 20, verificando-se constrangimentos de funcionamento apenas na obstetrícia/ginecologia, que está fechada de hoje até quinta-feira.

“De facto, o sistema ainda não está a funcionar totalmente de forma adequada e tivemos erros ontem [sexta- -feira]. Estão a ser feitos testes. Espero que na próxima semana os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde consigam ter esta informação, que é dinâmica, cada vez mais perfeita. Admito que possam existir outros [erros além de Setúbal], temos de estar sempre a avaliar enquanto não tivermos o sistema optimizado”, disse em declarações à SIC, à saída do Hospital São Bernardo.

Já à chegada ao Hospital Fernando da Fonseca, na Amadora, quando questionada sobre se consegue garantir que todos os constrangimentos vão ser superados, mostrou-se optimista, mas não se comprometeu em absoluto.

- PUB -

Salvaguardando que na Ginecologia e Obstetrícia, bem como na Pediatria, “a previsibilidade é muito maior”, a ministra admitiu, no entanto, que “há zonas do país, incluindo de Lisboa e Vale do Tejo, onde se depende muito de equipas de médicos que trabalham de forma tarefeira”.

A governante adiantou ainda que “daqui a duas semanas” começará a ser preparado o Plano de Inverno.

“O novo director-executivo [do SNS, António Gandra d’Almeida] começará a preparação com os hospitais e com os responsáveis da saúde, de forma a conseguirmos organizar as urgências de forma a conseguirmos minimizar os constrangimentos já para o Inverno”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -