23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Hugo Silva é o primeiro português com prémio Impacto de Empreendedorismo

Hugo Silva é o primeiro português com prémio Impacto de Empreendedorismo

Hugo Silva é o primeiro português com prémio Impacto de Empreendedorismo

Diplomado do IPS confessa que este tipo de distinção é “muito recompensadora”

 

O diplomado e antigo docente do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), Hugo Plácido da Silva, tornou-se no primeiro português a ser distinguido com o prémio Impacto de Empreendedorismo 2023. Criado pelo Instituto de Engenheiros Electrotécnicos e Electrónicos (IEEE), este prémio “reconhece um indivíduo que teve um impacto significativo no ecossistema empreendedor impulsionado pela engenharia”.

- PUB -

Hugo Plácido da Silva foi premiado pelo seu trabalho envolvendo o BITalino, um hardware de baixo custo que pode ser incorporado na construção de equipamentos médicos, em projectos que envolvam sinais corporais ou no ensino.

O diplomado no IPS considera que este prémio é, “sem dúvida, uma conquista única”, que resulta de “uma entrega e dedicação quase totais à profissão”. Hugo da Silva explica que “para chegar a este ponto” existe “todo um trabalho de fundo que é extremamente exigente a vários níveis”, e que “nem sempre é perceptível”, e para o qual este tipo de distinção é “muito recompensadora”.

Quando o recebeu confessou sentir um “orgulho especial”, por se tratar de uma distinção “com raízes” na EST Setúbal, revelando que espera poder “servir de inspiração” tanto para outros diplomados como para “os jovens actualmente em formação na instituição”.

- PUB -

Como forma de agradecimento, sublinha ainda os “contributos” de uma vasta equipa. “Começa na minha família e estende-se aos muitos colegas, colaboradores, estudantes, pessoal de apoio, e muitos outros com quem tive e tenho a honra de privar. A todos eles o meu mais sincero obrigado”, rematou.

Hardware instalado em mais de 10 mil unidades em todo o mundo

O BITalino é compatível com blocos de hardware com sensores para electrocardiografia, electroencefalografia, movimento e muito mais. Trata-se de uma placa electrónica que “cabe na palma da mão”, disponibilizando desta forma, num só objecto, os materiais necessários para adquirir sinais musculares, cerebrais, cardíacos, do sistema nervoso simpático e biomecânicos, entre muitos outros, permitindo assim “democratizar” o uso destas ferramentas, dantes frequentemente inacessíveis fora do laboratório.

- PUB -

O hardware, lançado em 2013, é utilizado para proporcionar aos alunos sessões práticas de laboratório, sendo que já possui uma base instalada de mais de 10 mil unidades em todo o mundo. As aulas que envolvem o BITalino podem ser realizadas presencialmente ou online, garantindo que cada aluno tenha a “oportunidade de interagir” individualmente com as plataformas de aquisição de sinais, garantindo assim uma “experiência mais pedagógica”.

Com utilizadores em mais de 80 países, a plataforma BITalino é um dos produtos da empresa PLUX – Wireless Biosignals, co-fundada por Hugo Plácido da Silva.

O IPS já lhe havia atribuído o Prémio Carreira Alumni, em 2018. Este galardão distingue anualmente os seus diplomados cujos percursos, pessoais e profissionais, constituam uma referência para a comunidade académica. Na altura, o premiado lembrou as primeiras incursões na área biomédica, ainda nos corredores e salas de aula da EST Setúbal, e como esse ambiente “foi determinante” para a forma como a sua carreira evoluiu.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -