13 Junho 2024, Quinta-feira

- PUB -
Círculo de Jazz está de volta a Setúbal e vai passar por palcos de três salas de espectáculo

Círculo de Jazz está de volta a Setúbal e vai passar por palcos de três salas de espectáculo

Círculo de Jazz está de volta a Setúbal e vai passar por palcos de três salas de espectáculo

É a 12.ª edição de um festival organizado pela Câmara Municipal em parceria com a Sociedade Musical Capricho

 

O Círculo de Jazz está de volta à cidade de Setúbal. É a 12.ª edição de um festival organizado pela Câmara Municipal de Setúbal em parceria com a Sociedade Musical Capricho Setubalense, e tem o primeiro dia agendado para o próximo dia 17, às 21h00, no Fórum Municipal Luísa Todi, na Casa da Cultura e na Capricho Setubalense.

- PUB -

O programa reservou para a estreia um concerto da Orquestra de Jazz de Setúbal, dirigida por Carlos Azevedo. Um espectáculo que abordará, em forma de tributo, a tradição jazzística norte-americana, contando com a presença de músicos do Hot Club e alunos da Escola de Jazz e Música Improvisada de Setúbal. Dez euros é o preço único deste concerto.

Na mesma noite, mas pelas 23h00, na Sociedade Capricho Setubalense, terá lugar uma Jam Session, cujo objectivo é a promoção do universo jazzístico junto das camadas mais jovens da população.

O preço para este espectáculo é de 4 euros. No dia seguinte, 18 de Fevereiro, pelas 18h00, a Casa da Cultura recebe o duo Out of Nowhere, formado pelo saxofonista Desidério Lázaro, e pelo guitarrista Bruno Pernadas, dois nomes de relevo no universo do Jazz. Os bilhetes custam também 4 euros.

- PUB -

Três horas mais tarde, no Fórum Luísa Todi, chega Carmen Souza, cantora, compositora que, aos 41 anos é uma referência de relevo em festivais de jazz e de world music, posição solidificada com uma discografia composta por uma dezena de álbuns, que justificou os elogios da imprensa especializada, como a americana Downbeat Magazine e a britânica Songlines.

Custa 10 euros o preço para assistir ao concerto. A terminar a noite, pelas 23h00, a Capricho Setubalense apresenta Jaime Almeida Gypsy Jazz Collective, com ritmos influenciados pelo swing dos anos 20/30, a paixão fogosa do jazz manouche e a figura de Django Reinhardt.

No dia 24, pelas 21h30, também na Capricho Setubalense, André B. Silva (guitarrista do grupo The Rite of Trio) apresenta “Mt. Meru”, o seu segundo álbum, uma abordagem ou uma fusão entre o universo do jazz e da música de câmara.

- PUB -

Segue-se João Espadinha Septeto, que também apresenta o novo álbum de originais, “Em terra alheia sei onde ficar”, no qual faz uma aproximação ao universo das canções sem abandonar totalmente a matriz jazzística que marca o seu percurso. O custo do bilhete é também de 10 euros.

O último dia da 12ª edição inicia-se na Casa da Cultura, pelas 18h00, com um concerto do Duo Faustino/Neves, uma combinação de distintas personalidades musicais, com reflexos nas diferentes abordagens musicais ao universo do Jazz.

O custo da entrada é de 4 euros. Mário Laginha Trio, composto por Mário Laginha, Alexandre Frazão e Bernardo Moreira, vão subir ao palco do Fórum Municipal Luísa Todi, pelas 21h00, naquele que será, obviamente, o grande momento musical desta edição do Círculo de Jazz de Setúbal.

Aos 62 anos, o pianista, compositor, Mário Laginha é um dos nomes maiores do universo musical português em geral e do Jazz em particular. Seguramente um grande concerto, com o preço de 10 euros.

E para terminar o ciclo, pelas 23h00, de novo na Capricho Setubalense, mais uma Jam Session, com entradas a 4 euros. Existe um passe no valor de 30 euros, que dá acesso a todos os concertos deste Círculo de Jazz, versão 2023.

Opinião Musical

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -