16 Abril 2024, Terça-feira
- PUB -
InícioSociedadeCaracterísticas da cidade inspiraram José Raposo a escrever “Rio de Emoções”

Características da cidade inspiraram José Raposo a escrever “Rio de Emoções”

Autor apresenta o seu terceiro livro de poesia este sábado na câmara municipal. Poeta espera casa cheia

 

- PUB -

Várias características da cidade sadina foram a base de inspiração para o poeta José Raposo escrever “Rio de Emoções”, a sua terceira obra que é apresentada este sábado, no salão nobre da Câmara Municipal Setúbal.

“O título do livro tem a ver com o rio de poesia, com o nosso rio do qual eu tenho muitas emoções, tal e qual como tenho emoções da poesia. O rio, a serra, as gentes, o clima e o calor desta terra, eu digo a muita gente que não é daqui , e que vem, que isto é o paraíso nós temos tudo em Setúbal e eu sou um setubalense de garra e esta terra para mim é tudo, não admito sequer digam mal desta terra”, confessa o escritor em declarações a O SETUBALENSE.

Nasceu em Santiago do Cacém mas escolheu Setúbal para fazer a sua vida, onde aliás vive há mais de 50 anos, mas nem por isso deixa de estar “nervoso” para o evento do próximo sábado, onde espera casa cheia, e que promete ser “intimista”, assegurando que se falará de poesia e de fado.

- PUB -

“Estou nervoso, estou desejando que chegue a hora porque trabalhei muito para este dia. Este livro era um obrigado às pessoas que gostam da minha poesia, e que me seguem, às pessoas que cantam as minhas coisas e, portanto, este livro é para eles”.

Admite que o seu amor pela cidade setubalense pode ser explicado com o facto de ser sócio do Vitória Futebol Clube há 50 anos, um tema sobre o qual dedica um poema na obra com cerca de 180 páginas. “Quem sou”, “Levei comigo a saudade”, “Amor”, “Minha Cidade”, “Liberdade”, “Labirinto”, e, “Obrigado poesia” são, de resto, alguns dos temas sobre os quais escreve.

Inspirado pelo cenário da serra da Arrábida, título que dá a uma das cerca de 122 composições, escreve: “És um puro diamante/ Mas ninguém perde um instante/ Para mitigar tuas dores/ O homem vai ignorando/ As lágrimas que vais chorando/ Arrábida dos meus amores. Teu verde que fascinava/ Quem pra ti olhava/ Vai perdendo a sua cor/ E o homem que tudo queria/ Vai perder-te serra um dia/ E depois chorar de dor”.

- PUB -

No seu currículo literário conta com dois outros livros de poesia, “Afectos e Cumpucidades”, o primeiro, lançado em 2006, e, “Pedaços de Mim”, publicado em 2021. É ainda autor de letras de fado, como é o caso da composição de 13 letras para um CD da fadista Maria Caetano, e, na cidade, já contribuiu com o hino do LATI em parceria com o maestro Carlos Pinto e da União Futebol Comércio e Indústria – à data do seu centenário – com quem escreveu ainda, em 2009, pa- ra o concurso da grande marcha de Setúbal com o tema “Setúbal Cidade Bela» e em 2012 vence a grande marcha de Almada com o tema “Almada és Liberdade”.

- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Lisnave distribui mais de três milhões de euros pelos trabalhadores

Prémio é justificado com resultado obtido no ano passado, descrito o "melhor desempenho de sempre"

Sistema Navegante indisponível no fim-de-semana mas transportes circulam normalmente

Falha é devido a uma “pausa temporária para actualizações com vista à simplificação e implementação de melhorias de performance”
- PUB -