6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSeixalCante Alentejano na voz dos Trabalhadores das Autarquias do Seixal soa na...

Cante Alentejano na voz dos Trabalhadores das Autarquias do Seixal soa na Timbre

O aniversário foi a 10 de Setembro, mas o ponto alto da comemoração é a 1 de Outubro

- PUB -

O Grupo Coral Alentejano da Associação dos Serviços Sociais dos Trabalhadores das Autarquias do Seixal (ASSTAS), fundado a 10 de Setembro de 1983, comemorou 39 anos, ao longo dos quais prestou bons e relevantes serviços à comunidade, quer como animador de espaços culturais, quer como divulgador do Cante Alentejano.

Todavia, o ponto mais esperado das comemorações da efeméride está guardado para a tarde de 1 de Outubro, na Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense, quando o verdadeiro e puro Cante será glossado pelo grupo coral aniversariante, secundado a preceito pelo Grupo Coral Vila Morena, de Grândola, e o Grupo Coral Juvenil dos Trabalhadores das Alcáçovas.

Saber resistir

- PUB -

Manuel Janeiro canta e é o responsável, desde 2010, pela ligação entre o Grupo Coral e a direcção da ASSTAS. Foi com ele que O SETUBALENSE se encontrou. “Felizmente, temos sabido resistir aos dias difíceis que todos estamos a atravessar”, começou por dizer. “A Câmara do Seixal cedeu-nos um salão, onde passámos a ensaiar, a reunir e a conviver. O Grupo soube resistir aos tempos da pandemia mostrando-se sempre activo: em 2021, assinalámos o nosso aniversário com uma actuação no Fórum Cultural do Seixal. Além disso, fomos cantar a Grândola”.

Quanto a dificuldades reais, “na verdade não as sentimos, a não ser, por vezes, a falta de gente para integrar o nosso Grupo. Repare-se que, devido a essa escassez de elementos, houve grupos no concelho que tiveram de se fundir. Nós, porém, vamos resistindo com treze, quatorze ou quinze elementos. E vale-nos o apoio das autarquias do Seixal e da ASSTAS, é justo dizê-lo”, esclareceu Manuel Janeiro.

Quanto ao futuro, confessa que gostaria de comemorar o 40.º aniversário, no próximo ano, com um “programa bonito e diferente”. Alvitrou: “Talvez uma conferência ou debate com gente do Cante. Outro projecto para 2023: gravar um CD. Neste sentido, já contactámos a Câmara Municipal, e as coisas parecem estar bem encaminhadas. Quando assim é, sentimo-nos satisfeitos e optimistas”, sublinhou.

- PUB -

Já foi misto 

O Grupo Coral Alentejano da ASSTAS nasceu no dia 10 de Setembro de 1983. Fundado por um grupo de alentejanos que trabalhavam ou trabalham na Câmara do Seixal, logo se integraram na Associação dos Serviços Sociais das autarquias do Seixal. Inicialmente, só homens compunham o grupo; tempos depois, ao grupo aderiram também mulheres, cativadas pela magia do Cante. Durante cerca de dez anos, foi um Grupo misto.

O Grupo Coral Alentejano tem-se feito ouvir não só no concelho do Seixal e redondezas, mas também um pouco por todo o país. Em 2017, a convite de uma associação de emigrantes, viajou até à Suíça, onde protagonizou três actuações.

É de lembrar que, a 27 de Novembro de 2014, o Comité da UNESCO, reunido em Paris, considerou o Cante Alentejano Património Cultural Imaterial da Humanidade.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -