16 Abril 2024, Terça-feira
- PUB -
InícioSociedadeCâmara da Moita aprovou protocolo para recolher equipamentos eléctricos

Câmara da Moita aprovou protocolo para recolher equipamentos eléctricos

Sistema oferece vantagens para a população e o ambiente

 

- PUB -

A Câmara da Moita aprovou em reunião da autarquia realizada na última semana, com os votos contra dos eleitos da CDU, a celebração de um protocolo de cooperação para um projecto-piloto de recolha porta-a-porta, de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos com a ELECTRÃO – Associação de Gestão de Resíduos.

O sistema em causa, adianta o município, oferece vantagens para a população e para o ambiente, por deixar de haver a necessidade de deslocação destes equipamentos para a via pública, que por norma são pesados e volumosos, passando a ser recolhidos nas habitações ou espaços comerciais.

De acordo com a vice-presidente Sara Silva, o serviço “é completamente gratuito para o município e para o munícipe, que deixa de ter de descartar os seus resíduos electrónicos na via pública, assegurando assim um correcto fluxo do resíduo desde o produtor à sua valorização”, permitindo que estes possam ter outro encaminhamento, à semelhança do que já acontece em Lisboa e Matosinhos.

- PUB -

“A não deposição destes resíduos na via pública melhora o ambiente, a saúde e a salubridade públicas e, por consequência da sua correcta gestão e tratamento, permite dar um contributo importante na defesa e salvaguarda do ambiente”, acrescenta a edilidade, que pretende dar mais um passo para melhorar a prestação deste serviço. Recorde-se que, por sua vez, o projecto-piloto de recolha de biorresíduos, implementado no início deste ano, abrange presentemente 390 agregados familiares e já valorizou cerca de 40 toneladas de resíduos sólidos urbanos.

- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Desaparecido no mar esteve no sábado à pesca de choco no Sado

Ricardo Neves esteve no dia anterior à tragédia em embarcação turística. Mestre de embarcação critica quem se aventura na zona do naufrágio

Lisnave distribui mais de três milhões de euros pelos trabalhadores

Prémio é justificado com resultado obtido no ano passado, descrito o "melhor desempenho de sempre"
- PUB -