9 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalAlcochete“Noite Branca” está de volta às ruas de Alcochete até altas horas...

“Noite Branca” está de volta às ruas de Alcochete até altas horas da madrugada

Os estabelecimentos comerciais vão estar abertos até à meia-noite e os nocturnos até às 03h00 para promover o negócio local

- PUB -

A “Noite Branca de Alcochete” regressa a 30 de Julho às ruas do núcleo antigo da vila, depois de um interregno devido à pandemia, e promete animação e festa noite dentro. A proposta é muita folia, em que a cor branca é central. Trata-se de um evento promovido pela Câmara Municipal de Alcochete em parceria com ACISTDS – Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal.

É a 3.ª edição da Noite Branca de Alcochete, com decoração única e original, em que a referência ao branco é suprema, e convida todos os visitantes a vestirem peças de roupa desta cor; “o Núcleo Antigo da Vila vai ganhar uma nova vida”, descreve a autarquia.

Os estabelecimentos comerciais vão estar abertos até às 00h00 e os nocturnos até às 03h00, cumprindo o objectivo de “dar a conhecer as potencialidades do comércio local de Alcochete”, expressa comunicado da Câmara.

- PUB -

O evento contará ainda com a actuação da banda “The Happy Mess”, no Largo de São João, às 22h30, com animação de rua com espectáculos ao longo da noite, pontos de animação com DJ’s, decoração do espaço público, local especial para fotos e oferta de surpresas aos visitantes.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -