11 Agosto 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalAlcocheteAlcochete avança com gabinete para apoiar investimento na diáspora

Alcochete avança com gabinete para apoiar investimento na diáspora

O objectivo é dar oportunidade para mais exportações, e internacionalização de empresas do País através da rede Nacional de Apoio

- PUB -

O concelho de Alcochete vai abrir um gabinete de apoio ao Emigrante, resultante de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal com a Direcção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas. A celebração deste entendimento foi aprovada, por unanimidade, na última reunião pública, e vem constituir um serviço no âmbito da rede do Programa Nacional de Apoio ao investimento na Diáspora (PNAID).

O objectivo é dar oportunidade para mais exportações, e internacionalização de empresas portuguesas através desta rede Nacional de Apoio.

“Está a ser constituída a rede de apoio ao investidor da diáspora, que ocorre neste momento em Idanha-a-Nova, onde o município de Alcochete está a ser representado pelo Gabinete de Apoio ao Empresário e Empreendedorismo”, comenta o presidente da Câmara, Fernando Pinto.

- PUB -

Ainda segundo o autarca, estes gabinetes de apoio aos emigrantes “são estruturas de apoio aos cidadãos portugueses que estão emigrados, mas também aos que regressam a Portugal e aos que pretendem iniciar um processo migratório”.

Fernando Pinto acrescenta que esta estrutura orgânica tem por objectivo “apoiar e informar os referidos cidadãos em várias áreas de intervenção”, nomeadamente a “área social, jurídica, económica e empresarial, mas também na área da educação, emprego e formação profissional, entre outras”.

O Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora de Alcochete funciona junto da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, e trata-se de uma rede que mobiliza de forma articulada municípios, associações, incubadoras e serviços do Estado para um acompanhamento mais próximo dos investidores locais ao nível da informação, orientação profissional, facilitação institucional, procura de fontes de financiamento, network local e regional, entre outras valências”.

- PUB -

Esta articulação é desenvolvida mediante o enquadramento legal do Decreto-lei n.º 104/2018, que concretiza a transferência de competências para os órgãos municipais nos domínios da instituição e gestão dos Gabinetes de Apoio aos Emigrantes, entre outros, e da Resolução do Conselho de Ministros n.º 64/2020, que publica o PNAID.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae
- PUB -