27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioSociedadePublireportagem: Intermarché de Alhos Vedros defende poder de compra e política de...

Publireportagem: Intermarché de Alhos Vedros defende poder de compra e política de proximidade com os clientes

Marca PorSi tem demonstrado ser das mais baratas no mercado

 

- PUB -

Inaugurado em Dezembro, o Intermarché de Alhos Vedros abriu portas a partir de um novo conceito do Grupo Os Mosqueteiros, numa iniciativa dos empresários Gonçalo Gameiro e Catarina Belo, e numa luta diária pela defesa do poder de compra dos consumidores, sempre aos preços mais baixos. Em declarações a O SETUBALENSE, o responsável confessou que “há alguma sensação por parte do consumidor, com base em estudos de entidades externas, minimamente certificadas e com factos concretos, que a marca ‘PorSi’ é a mais barata do mercado”, numa política de proximidade com as localidades.

“No nosso caso, vimos desde a abertura a inserir-nos na comunidade, tentando contribuir para o desenvolvimento da localidade, até porque penso que faz parte da nossa missão dar à mesma aquilo que ela também nos dá”, defendeu.

O grupo diferencia-se da concorrência porque “possui empresários independentes dentro de cada loja”. E acrescenta: “temos capacidade decisória de estabelecermos neste espaço as empresas que são do concelho, pagamos aqui os nossos impostos e todo o valor que a empresa gera também é reinvestido no município e essa é uma mais-valia para contribuir para o desenvolvimento local”, adianta.

Gonçalo Gameiro e Catarina Belo, gestores da loja do Intermarché de Alhos Vedros
- PUB -

O espaço, inaugurado há cerca de seis meses, assegura 50 postos de trabalho, com pessoas que residem no concelho, tendo a nova loja envolvido um investimento que rondou os três milhões de euros, ajudando entidades como a Rumo e a CERCIMB, através da colocação de cinco colaboradores na empresa, sendo que, no final, esta marca conta ficar com três destes elementos, estando neste momento a decorrer um processo de estágio com o IEFP para o efeito. “Além da capacidade de saberem executar as tarefas, penso que também temos a obrigação de lhes dar uma oportunidade de inserção que, de outra forma, provavelmente não teriam a oportunidade de se inserir neste trabalho”, acrescenta Gonçalo Gameiro.

“Também nos preocupámos em ter uma série de produtos complementares, com a existência na galeria de uma cafetaria e temos feito um esforço em dar uma qualidade adicional ao nível da pastelaria, um posto de combustível e estamos prestes a ter em funcionamento dois carregadores eléctricos muito rápidos”, realçou. “Essa será uma mais-valia para atrair pessoas, além de uma lavandaria e de um conjunto de actividades que temos vindo a desenvolver em parceria com o ginásio da vila, a Junta de Freguesia e a Câmara, com quem temos estabelecido algumas conversações”.

O responsável adiantou que a marca esteve presente na Feira do Chocolate e que estará envolvida na próxima edição da Feira Medieval, promovida pela associação Alius Vetus. “Estamos a procurar trazer dinâmica diariamente à comunidade”, sublinhou, reconhecendo que o projecto “esttá a crescer de forma sustentável”, sendo que agora tudo dependerá da confiança dos clientes.

Naquele espaço, além das bombas de gasolina e de dois Multibancos, foram também instalados dois espaços de carregamento para viaturas eléctricas
- PUB -

No local, os visitantes podem ainda encontrar dois Multibancos, no interior e exterior do estabelecimento. “Este facto constitui um serviço suplementar, entre outros fornecedores instalados nas galerias, que ajudam a complementar e atrair pessoas a este espaço”, salientou. Nos próximos meses, os responsáveis pretendem consolidar o que já existe no equipamento comercial e melhorar alguns pontos na loja, tendo em conta as sugestões deixadas no local pelos clientes. “Procuramos ter sempre a loja cheia, até porque estamos a falar de um esforço financeiro grande”, frisou.

O parque de estacionamento existente tem capacidade para 94 lugares e em estudo está anda a possibilidade daquele espaço disponibilizar o serviço de ‘take-away’. Actualmente, já estão disponíveis a entrega e as compras online, encontrando-se a empresa a fazer um balanço da actividade realizada no último semestre, com vista a perceber quais os produtos que são mais procurados nesta zona do território.

Ir de encontro às necessidades de quem procura a loja

Uma das tarefas, segundo os responsáveis, passa pela animação do espaço, no sentido de se ir ao encontro das necessidades de quem procura o Intermarché, na procura da melhoria contínua e da satisfação de quem visita o estabelecimento, que possui 1300 metros quadrados de área de venda. “Procurámos ter uma loja ampla, que não esteja muito condicionada e que possa oferecer uma experiência agradável e confortável, num espaço iluminado, o que é fundamental”, defendeu Gonçalo Gameiro.

Para a última quarta-feira, a loja preparou uma actividade especial para assinalar o Dia da Criança, com a presença de uma mascote para acompanhar os mais pequenos durante uma visita ao local, tendo a abertura sido marcada por uma “recepção muito boa por parte da população”.

A loja disponibilizou ainda a oferta de 50% de desconto na aquisição dos produtos ali comercializados, tendo sido registada “uma afluência muito grande de pessoas à abertura do espaço, o que foi muito positivo para a população, potenciando o iniciar de um desen- volvimento ao nível da localidade, em termos de infra-estrutura, de acesso e de reabilitação desta zona do território, tendo em conta o potencial que esta zona tem para crescer nos próximos anos”, realçou.

Até o próprio ‘merchandising’ é considerado fundamental, assim como a promoção da marca PorSi, “Viver bem ao melhor preço”. O espaço recebe actualmente a visita de seis mil clientes por semana, o que demonstra a tendência para “um crescimento sustentável”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -