29 Junho 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalRastreios à doença pulmonar obstrutiva na Junta de Freguesia de São Sebastião

Rastreios à doença pulmonar obstrutiva na Junta de Freguesia de São Sebastião

As doenças respiratórias mataram cerca de 36 pessoas por dia em 2021, sendo que 90% das mesmas se devem ao consumo de tabaco

- PUB -

A Junta de Freguesia de São Sebastião, em Setúbal, proporciona entre até sexta-feira, 3 de Junho, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, rastreios espirométricos, um tipo de exame que não é comum realizar-se nas consultas de rotina.

Estes decorrem da mais recente campanha de rastreios, que se procedem a nível nacional, através da iniciativa lançada pela Fundação Portuguesa do Pulmão à Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC).

A Grande Marcha da DPOC tem como público-alvo fumadores e ex-fumadores com uma carga tabágica de 10 unidades maço por ano, o que representa fumar um maço de tabaco por dia, durante dez anos. O rastreio tem também em atenção pessoas que apresentem, ou não, sintomas de dificuldade respiratória, tosse, falta de ar – especialmente durante as actividades físicas -, chiadeira no peito, aperto no peito e tose crónica produtiva, e que não tenham diagnóstico de doença.

- PUB -

Segundo cita o professor José Alves, presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão, com base em relatório deste organismo, “em 2018 as doenças respiratórias foram responsáveis por 13 305 (11,7%) óbitos em Portugal, onde a DPOC representou 2,5% da mortalidade no País, representando um aumento de 7,9% face a 2017”.

Salienta ainda, que “as doenças respiratórias mataram cerca de 36 pessoas por dia em 2021, sendo que 90% das mesmas se devem ao consumo de tabaco”.

A espirometria é um exame não invasivo que permite avaliar o funcionamento dos pulmões e dos brônquios e a sua realização demora cerca de dez minutos. Os resultados das espirometrias realizadas serão enviados para a Clínica do Pulmão onde serão analisados por médicos pneumologistas.

- PUB -

No caso de diagnóstico de DPOC, os doentes poderão agendar uma consulta gratuita na Clínica do Pulmão.

“Diagnosticar a DPOC de forma precoce permite que se inicie um tratamento adequado, evitando a progressão natural da doença. A Fundação Portuguesa do Pulmão sente o dever de trabalhar a este nível para alterar a epidemiologia da DPOC, alterando a mortalidade e morbilidade inerentes”, alerta o presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Revolta no velório de Jéssica obriga à presença de bombeiros e polícia

Avó paterna e alguns populares revoltam-se com mãe da criança durante a cerimónia fúnebre
- PUB -