27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioSociedadeFestival Internacional de Mulheres Palhaças arranca dia 28 na Praça de Bocage

Festival Internacional de Mulheres Palhaças arranca dia 28 na Praça de Bocage

Primeiro momento público será na cidade sadina, com Jay Toor no espectáculo “Holiday on Delay”

 

- PUB -

O Tem Graça – Festival Internacional de Mulheres Palhaças está de volta a Setúbal, marcando o arranque da edição de 2022 com um primeiro mo-
mento público a decorrer na Praça do Bocage. O espectáculo “Holiday on Delay”, com Jay Toor, está marcado para dia 28, com sessões a decorrer às 11 e às 15 horas, de entrada livre.

“O festival Tem Graça tem o desejo de abrir um lugar de fala para as mulheres que trabalham com a comicidade. Para Setúbal, este ano apostamos num espectáculo de rua, com duas apresentações, com o objectivo de abarcar o público familiar”, explica Susana Cecílio, directora artística do festival, a O SETUBALENSE. Na sinopse do espectáculo, pode
ler-se que “a personagem, Giselle la Pearl, está prestes a encontrar o cenário perfeito para descansar, mas nem sempre as coisas acontecem como planeamos e tudo parece desmoronar-se. O que a princípio seria um dia calmo de praia transforma-se
num dia ‘clownesco’”.

Nesta linha, Susana Cecílio refere que “na equipa, todas têm formação em ‘clown’”. “Quando começámos a desenhar o festival apresentámo-lo a várias cidades para que fossem nossas parceiras, visto que pretendemos que seja um evento descentralizado”.

- PUB -

Por sugestão de um outro parceiro, que recomendou Setúbal enquanto “cidade muito aberta a este tipo de propostas, que aposta muito na criação, nas bolsas de formação e nas artes performativas”, o festival chegou à cidade do rio azul em 2021.

“Contactámos a Câmara de Setúbal, que imediatamente se mostrou interessada neste projecto, na vertente da criação, mas também na da ocupação de espaço público”, conta
a directora do certame, partilhando que “Setúbal vai continuar a ser par-
ceiro no próximo ano”.

O evento, que pretende dar a conhecer mulheres artistas que procuram no humor e na ironia a sua forma de expressão, apresenta “trabalho artístico de mulheres que criam a partir de uma dramaturgia autoral e com um olhar horizontal sobre o humor”.

- PUB -

Nas palavras de Susana Cecílio, “é um festival abrangente e diversificado, dirigido tanto ao público que é surpreendido na rua como ao público assíduo, passando pelo artístico e
pelo académico”. Nesta segunda edição, a programação considera a “multiplicidade do universo das mulheres palhaças”, dando “foco à intergeracionalidade, no que diz respeito à importância e à valorização das relações entre palhaças de várias gerações e na potencialidade de captação de novos públicos, a partir de nichos geracionais distintos, potenciada também pela rede de parcerias regulares estabelecidas com diversas entidades nacionais e internacionais”.

Programação inclui espectáculos, tertúlias e formação

A descentralização territorial é também um aspecto a ter em conta nas especificidades do Tem Graça, que encontra em Setúbal, Castelo de Vide e Mértola as suas cidades parceiras, sem esquecer Lisboa e Évora. Depois de Setúbal, o festival segue para Castelo de Vide, entre os dias 18 e 23 de Junho, depois para Mértola, em Setembro, e conta com
passagem marcada por Lisboa e por Évora.

No domínio da investigação, a 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, foi aberta a candidatura pública para atribuição de uma bolsa, tendo presente que aliar a programação de espectáculos à reflexão teórica sobre a comicidade no feminino é um dos pilares do Tem Graça. Com o suporte científico do Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a bolsa, destinada a mulheres e pessoas não binárias, no valor de dois mil euros, destina-se à produção de um artigo.

Foram aceites 31 candidaturas, entre as quais foi seleccionada Melissa Lima Caminha, que acompanhará o festival. “Pretendemos trazer reflexão teórica a este trabalho prático. Dar uma forma a este pensamento, formações e espectáculos que fazemos”, remata Susana Cecílio.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -