26 Setembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioSociedadeHenrique Soares considera que Concurso dos Vinhos em Setúbal é sinal de...

Henrique Soares considera que Concurso dos Vinhos em Setúbal é sinal de reconhecimento da região

Presidente da CVRPS revela estar animado com evento, que vai “ajudar a espalhar o bom nome e prestígio” do território sadino

 

- PUB -

A segunda edição do Concurso Cidades do Vinho está aí ‘à porta’, com mais de três centenas de bebidas a competir nas instalações da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, entre quinta-feira e domingo, por um lugar de destaque.

A cidade sadina foi a escolhida para acolher o evento por reunir, de acordo com a organização, todos “os condimentos” necessários para a sua realização, decisão que deixou o presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRPS) “muito animado”.

“Naturalmente que ficamos sempre muito animados quando nos sentimos dignos da atenção de organizações de âmbito nacional, como é o caso da Associação dos Municípios Portugueses dos Vinhos”, revelou Henrique Soares a O SETUBALENSE. É ainda mais “gratificante” tendo em conta que “é apenas a segunda edição do evento”.

- PUB -

“Seguramente que quando um evento está a dar os primeiros passos que não se quer arriscar e acabam por se escolher destinos seguros e gente com experiência, com demonstração dada e com capacidades na organização deste tipo de eventos”, garantiu.

Por ser “o caso da região vitivinícola da Península de Setúbal”, assegura Henrique Soares que o acontecimento “constitui um certo reconhecimento na região e nas suas capacidades”.

Sobre o que poderá o concurso proporcionar à cidade do rio azul, relembrou o presidente da CVRPS que o evento “traz dezenas de pessoas, entre jurados e convidados para a entrega dos prémios, o que é sempre bom porque são pessoas que ajudam a espalhar o bom nome e o prestígio que a região já tem e os bons vinhos que se produzem”.

- PUB -

“Tem a circunstância de ser uma distinção e um reconhecimento das nossas capacidades, ao mesmo tempo que é uma oportunidade de divulgação da região. Neste caso em concreto é mais um exemplo de consolidar a parceria que temos com a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal e também com a Câmara Municipal”, acrescentou.

Em seguida, relembrou que “o concurso realizado em Portugal é como que um espelho de um outro que já se realiza há vinte edições em Itália, o Concurso Internacional Enológico Cidades de Vinho”.

“Nesse concurso italiano, Setúbal tem já um historial importante porque tem ganho muitos prémios e já foi em muitas edições a região portuguesa mais premiada e, portanto, nós temos naturalmente a expectativa de que a região faça jus aos pergaminhos que já tem e que venha a obter muitos e bons prémios”.

Certame contempla actividades abertas aos interessados

A analisar e escolher quais são os melhores vinhos do País vai estar um júri composto por 35 especialistas, ‘comandado’ por António Ventura, enólogo com quatro décadas de experiência, eleito Personalidade do Ano do Vinho de 2022 pela Revista de Vinhos.

No entanto, além do concurso propriamente dito, “único em Portugal ao promover os vinhos associados ao próprio território, juntando municípios e vitivinicultores nessa estratégia”, o certame tem igualmente previsto um programa paralelo, recheado de iniciativas abertas ao público.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Setúbal explica que “as actividades incluem designadamente workshops, provas de alguns dos vinhos a concurso e uma mostra de produtos da região”.

Para os dias 6 e 7 de Maio, às 16 horas, e 8, às 15 horas, estão previstas sessões intituladas “Ser júri por um dia”. “Há também provas comentadas sobre os vinhos do dia, brancos e rosés, no dia 6, às 17 horas, tintos, a 7, no mesmo horário, e fortificados e espumantes, a 8, pelas 16 horas”.

Os interessados vão ainda ter a oportunidade de participar “em workshops de iniciação à prova de vinhos nos dias 7 e 8, às 11h30”, sendo que as “inscrições para as actividades devem ser feitas pelo endereço eletrónico [email protected]”.

“A participação nas provas obriga à aquisição prévia de um copo no valor de dois euros”. A mostra “Setúbal à prova”, por sua vez, “com exposição e venda de produtos regionais, de entrada gratuita, decorre nos dias 7 e 8, das 14 às 20 horas”.

Durante os quatro dias do evento vai ainda estar patente na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal a exposição “Arte Contemporânea”, “com esculturas concebidas pelo artista Pedro Marques, numa homenagem ao vinho”.

Organizado numa parceria entre a Associação de Municípios Portugueses do Vinho, a Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal, a Câmara Municipal de Setúbal e a Escola de Hotelaria e Turismo, o concurso conta com o alto patrocínio da Presidência da República e o apoio institucional do Ministério da Agricultura.

Cidade de Setúbal ‘derruba’ Peso da Régua e Borba

Na sessão de apresentação do II Concurso Cidades do Vinho, realizada no passado mês de Março, o secretário- -geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) explicou que a escolha da cidade que deveria de acolher o evento este ano “não foi fácil, uma vez que haviam três candidaturas fortes: Setúbal, Peso da Régua e Borba”.

“Mas, de facto, a direcção da associação escolheu a candidatura de Setúbal por ter melhores condições e pela ligação da Escola de Hotelaria e Turismo, que é uma parceira fundamental em qualquer concurso”, revelou José Arruda, a partir da Casa da Baía.

Já André Martins, presidente da edilidade sadina, garantiu na altura que a autarquia tem “a plena consciência de que a promoção da oferta enoturística local representa uma importantíssima mais-valia para toda a região”.

“Vamos neste concurso valorizar os vinhos portugueses, mostrar os vinhos de Setúbal e, no que nos diz respeito, continuar a demonstrar que somos uma das mais importantes regiões vitivinícolas do País”, destacou o autarca.

Enquanto isso, Jorge Sampaio, presidente da Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal (ARVP), explicou que o evento “é diferente porque junta não só os vinhos, mas também o território”.

“Também o local não podia ter sido escolhido melhor. É um território incrível, de uma gastronomia incrível e de vinhos fantásticos. Em todos os concursos onde vou, os vinhos de Setúbal são sempre os mais aguardados pelos provadores e os que têm as melhores pontuações”, sublinhou.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Reunião dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

Publireportagem: Sobral de Palmela, novo bairro vai crescer nos arredores da vila

Construtora Teixeira Duarte e o Architec Your Home projectam a construção de 34 villas numa área de 13 hectares junto à vila de Palmela
- PUB -