26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioSociedadeGoverno reprograma para 70,6M€ a despesa da compra de 10 barcos para...

Governo reprograma para 70,6M€ a despesa da compra de 10 barcos para a Transtejo

Aumento é justificado pelo facto das candidaturas apresentadas no concurso público terem sido superiores ao preço-base

 

- PUB -

O Conselho de Ministros reprogramou a despesa relativa à renovação da frota da Transtejo, que contempla a aquisição de 10 navios eléctricos, num investimento de cerca de 70,6 milhões de euros.

A resolução de Conselho de Ministros publicada esta sexta-feira, 25, em Diário da República e autoriza a Transtejo a assumir os encargos plurianuais e a realizar a despesa necessária à concretização do Plano de Renovação da Frota até ao montante global de 70.545.497 euros, referentes à componente de investimento, e até 28.800.505 euros, referentes à componente de manutenção.

O plano contempla a aquisição de 10 novos navios, a aquisição e construção dos postos de carregamento e a respectiva manutenção dos navios e postos no período de 2022 a 2036, mais um ano que anteriormente previsto.

- PUB -

Em 2019, o Conselho de Ministros tinha autorizado a despesa relativa àquele plano até ao montante global de 57 milhões de euros para investimento e de 32,9 milhões de euros para manutenção, no período de 2020 a 2035. Dois anos depois, os valores do investimento seriam actualizados para cerca de 62 milhões de euros.

E agora, a reprogramação da despesa é justificada com os valores das candidaturas apresentadas na sequência de um concurso público aberto pela Transtejo para a aquisição e construção dos postos de carregamento.

“No âmbito dos procedimentos concursais levados a cabo pela Transtejo, S. A., para a aquisição e construção dos postos de carregamento, verificou-se terem sido apresentadas apenas candidaturas acima do preço-base, em virtude das características de inovação específicas deste projecto e dos impactes que a pandemia da doença covid-19 teve no fornecimento de matérias-primas no mercado internacional”, lê-se no Diário da República.

- PUB -

O Governo considera que o “interesse público e a urgência da concretização do plano requerem que a empresa lance, de imediato, um novo concurso público (…) por forma a não comprometer o prazo final para a conclusão do Plano”.

“Tendo em conta a aceleração da execução na fase final do actual período de programação e a disponibilidade financeira do ‘Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos’, é possível prever o aumento da comparticipação deste programa operacional”, acrescenta.

A Transtejo tinha recebido há um ano o visto prévio do Tribunal de Contas relativo à aquisição dos 10 navios.

Frota amiga do ambiente

A empresa fica assim “com uma frota de navios ambientalmente sustentável, movida por sistema de propulsão 100% eléctrico, com consumos energéticos inferiores às dos navios actuais e sem emissões de GEE [em 2019, o consumo de gasóleo foi de cerca de 5,249 milhões de litros, correspondente à emissão de 13.122 toneladas de CO2]”, indo ao encontro das políticas para a descarbonização, frisou na altura a Transtejo.

Os estaleiros espanhóis Gondán venceram o concurso, estando prevista ainda para este ano a entrega do primeiro navio. Esses navios vão operar nas ligações fluviais de Cacilhas, Montijo e Seixal. A Transtejo assegura as ligações fluviais a Lisboa a partir de Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão.

Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -