18 Maio 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioSociedadePercurso de Ana de Castro Osório relembrado na Biblioteca Municipal de Setúbal

Percurso de Ana de Castro Osório relembrado na Biblioteca Municipal de Setúbal

Encontro será conduzido por Fátima Ribeiro de Medeiros, estando também presente Maria Alice Silva “a fazer as leituras da autora”

 

- PUB -

O percurso da escritora Ana de Castro Osório, reconhecida também enquanto jornalista, pedagoga, feminista e activista republicana portuguesa, vai ser relembrado em sessão na Biblioteca Municipal de Setúbal, a acontecer no próximo sábado, 19, pelas 16 horas.

Ainda no âmbito do Dia Internacional da Mulher, assinalado a 8 de Março, e por se celebrar este ano o 150.º aniversário do seu nascimento, o equipamento municipal decidiu eleger Ana de Castro Osório como autora do mês de Março.

O encontro, designado “Ana de Castro Osório entre a militância republicana e feminista, a escrita e a edição”, será conduzido por Fátima Ribeiro de Medeiros, estando também presente Maria Alice Silva “a fazer as leituras da autora”.

- PUB -

A iniciativa contempla igualmente uma exposição bibliográfica, organizada com o espólio existente na Biblioteca Municipal, e a demonstração de uma biografia da activista feminista e republicana em vídeo, realizado pelo equipamento municipal.

Ana de Castro Osório nasceu em Mangualde, em 1872. No início do século XX, altura em que as mulheres não tinham direitos, ‘arregaçou as mangas’ e tornou-se feminista, defendendo que homens e mulheres deveriam de ser aliados.

Tornou-se o amor do poeta Camilo Pessanha e é considerada a mãe da literatura infantil em Portugal pelo percurso que fez na criação de manuais escolares e edição de livros para crianças.

- PUB -

Escreveu também romances para adultos, com a alfabetização a ser uma das suas grandes preocupações. Faleceu em Setúbal, em 1935.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -