23 Março 2023, Quinta-feira
- PUB -
InícioSociedadeSensibilidade e inquietação de Cristina Branco numa noite de emoções em Almada

Sensibilidade e inquietação de Cristina Branco numa noite de emoções em Almada

Cantora festejou 25 anos de carreira. “Eva”, o seu mais recente disco, com apresentações atribuladas, via pandemia, foi ponto de referência

 

- PUB -

Cristina Branco esteve ao vivo no sábado, em Almada num concerto no Teatro Joaquim Benite. Foi uma viagem pelo seu riquíssimo universo cultural, a festejar 25 anos de carreira, no início mais próximo do fado, mas hoje e sempre presente, porque, como diz Cristina Branco, “não podemos esquecer as nossas origens”.

“Eva”, o seu mais recente disco, com apresentações atribuladas, via pandemia, foi ponto de referência, inclusive para a estreia da cantora, como autora, com “Contas de Multiplicar”.

Do mesmo disco, a “Delicadeza”, tema de Francisca Cortesão e a ironia e boa disposição do “Inferno do Céu” Depois, como todos sabemos, “Não há só tangos em Paris”, e Cristina Branco canta-o de forma arrebatadora, sempre.

- PUB -

Acompanhada por um trio de luxo, Bernardo Couto (guitarra portuguesa), Bernardo Moreira (contrabaixo) e Luís Figueiredo (piano), Cristina Branco deixou bem evidente como está uma cantora madura, sensível, de uma delicadeza e uma sensibilidade subtis, mas assertivas e atenta e inquieta perante os momentos complicados que vivemos no mundo.

Conforme tive oportunidade de referir no texto que escrevi nestas páginas, antes deste concerto, nunca vimos demasiados concertos de Cristina Branco, porque as emoções são sempre únicas e de cada momento.

Ela anda sempre pela Europa, mas volta sempre e, felizmente, cada vez para mais concertos em Portugal. No sábado, Almada teve seguramente um dos seus momentos altos e de rara beleza, em termos musicais, neste ano de 2022. Até ao próximo encontro Cristina.

- PUB -

*Opinião Musical

Comentários

- PUB -

Mais populares

Casal vivia com três crianças em casa com condições miseráveis no Bairro da Conceição

Menores foram retirados pela PSP e pelo INEM. Casa, sem higiene, não tinha porta nem janelas

Carro abalroa moto da PSP e deixa polícia de Setúbal em estado grave

Agente de 39 anos foi transferido para o Hospital Garcia de Orta com prognóstico reservado

Solda fria nas fechaduras deixa mil pessoas à porta da escola

Acção não foi reivindicada, sendo a segunda a registar-se no espaço de duas semanas
- PUB -