16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioSociedadePublireportagem: Residência sénior Jardins de São Luís, ao serviço da terceira idade

Publireportagem: Residência sénior Jardins de São Luís, ao serviço da terceira idade

Artur Cardoso, proprietário, não tem dúvidas: “Oferecemos o melhor serviço no apoio à população sénior e à mobilidade”

 

- PUB -

Às portas de Setúbal, na estrada que liga a cidade sadina a Azeitão, encontra-se a residência sénior que celebra no próximo mês de Julho o seu terceiro aniversário. Um espaço que oferece um serviço completo onde o conforto, o carinho e o bem-estar dos utentes são as principais prioridades desta instituição privada.

“Não queríamos, nem queremos ser apenas mais um lar”, frisa Artur Cardoso proprietário do espaço”. Desde o início, acrescenta, “a preocupação sempre foi dar às pessoas um tratamento digno, com enorme respeito, para lhes proporcionar a melhor qualidade de vida. A partir do momento que chegam a esta casa fazem parte desta família, são dos nossos. É isso que lhes transmitimos todos os dias”.

O público-alvo, revela, “está preferencialmente localizado na região de Setúbal, mas esta casa está aberta a todos. Nesta altura, para se ter uma ideia temos, por exemplo, seis utentes de Lisboa. Isto mostra a nossa abertura, disponibilidade e capacidade para receber pessoas de zonas mais distantes”.

- PUB -

Artur Cardoso tem sido um empresário ambicioso, em vários sectores de actividade, e um ‘chef’ de outros tempos com restaurante próprio. Fez quase toda a sua vida profissional na Suíça, mas há seis anos uma promessa feita à sua avó, pessoa de vital importância numa altura crucial no seu crescimento, aos 13 anos, fê-lo voltar a Portugal.

”Quando ela necessitou ir para um lar, não gostei do que vi e prometi-lhe que ia construir um para ela. Comprei este terreno, adaptei, remodelei e alonguei a residência”, conta orgulhoso em detalhe.

Um projecto novo que, analisando a realidade dois anos volvidos, veio para ficar. “O balanço é muito positivo”, confirma o empresário. “Temos a lotação esgotada e uma longa lista de espera”. Uma situação que obrigou a rever a estratégia, revela.

- PUB -

“Nós não queremos crescer em termos de infra-estrutura porque há o risco de perdermos qualidade nos serviços que prestamos, por isso optámos por apostar no Hospicasa que começámos há pouco a potenciar. Com esta opção podemos providenciar ao domicílio todos os serviços que prestamos aqui nos Jardins de São Luís”.

O Hospicasa tem como objectivo promover a melhoria da qualidade de vida dos utentes e famílias, bem como contribuir para a permanência dos mesmos no seu ambiente familiar. Proporcionando actividades e estratégias de desenvolvimento para a autogestão da sua condição.

Nesta altura a residência tem 28 utentes instalados em 13 quartos, individuais, duplos e triplos. Os quartos são modernos, iluminados, com excelentes dimensões e decoração cuidada. Estão adaptados às necessidades de cada residente, camas articuladas munidas com colchões anti-escaras. As casas de banho são adaptadas com material de excelência.

Conta com 16 cuidadores, médico, enfermagem, fisioterapia, animadora sociocultural. Os seniores podem contar também com um programa de animação diária para ajudar a manter uma mente sã.

A residência é destinada a qualquer pessoa, com ou sem mobilidade, que pretenda desfrutar de um serviço familiar de qualidade a preços acessíveis. Tem uma equipa multidisciplinar especializada nos cuidados de saúde, no domicílio “sempre em constante formação”.

“Temos uma resposta social dirigida ao utente e família, prestando cuidados individualizados e personalizados, identificados após avaliação técnica e médica. A nossa intervenção é dirigida para os serviços básicos do dia-a-dia, para os cuidados de saúde primários e crónicos, priorizando o ambiente e conforto no próprio lar”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -