21 Maio 2022, Sábado
- PUB -
InícioSociedadeCompanhia de Teatro de Almada leva a palco histórias de trabalhadores precários...

Companhia de Teatro de Almada leva a palco histórias de trabalhadores precários quase sem voz

Não podem tirar um dia de folga, nem perder moedas na máquina de café, nem recusar os horários nocturnos que mais ninguém quer

 

- PUB -

A sala experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite recebe a, 4 de Março, a peça “Além da dor”, com texto de Alexander Zeldin e encenação de Rodrigo Francisco. Este ano é a terceira estreia da Companhia de Teatro de Almada, e vai estar em cena até dia 3 de Abril, quintas e sábados, às 21h00, e quartas e domingos, às 16h00.

Incluídas neste espectáculo, as habituais Conversas com o Público vão decorrer aos sábados, às 18h00, no foyer do Teatro Municipal. Serão cinco conversas nos dias 5, 12, 19 e 26 de Março, e a 2 de Abril, coordenadas por Maria Augusta Fernandes, que terá sempre convidados.

“Além da dor”, que vai ter em palco Binete Undonque, Djucu Dab, Ivo Marçal, Maria Frade e Pedro Walter, assinala a estreia como autor do britânico Alexander Zeldin.

- PUB -

Inspirado nos livros de John Steinbeck, no teatro de Peter Brook, no cinema de Mike Leigh e Ken Loach e na realidade que o rodeava, Zeldin escreveu e encenou em 2014 a peça que coloca em palco quatro trabalhadores contratados para as limpezas numa fábrica de processamento de carnes.

São trabalhadores precários, que não podem tirar um dia de folga para ficar com uma filha doente. Não podem dar-se ao luxo de perder moedas na máquina do café e não têm condições para recusar os horários nocturnos que mais ninguém quer.

“Com este espectáculo, Zeldin fala de “como todo o sistema capitalista se baseia na insegurança da maioria das pessoas” e contraria a invisibilidade social destes trabalhadores essenciais, mas tantas vezes esquecidos”.

- PUB -

Ao mesmo tempo, “escreve uma peça familiar, íntima, para o nosso tempo”, contando histórias de pessoas concretas e com as quais todos nos podemos relacionar”, descreve texto da Companhia de Teatro de Almada.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -