1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
InícioSociedadePublireportagem: Setpão e Vitória de Setúbal, a receita perfeita

Publireportagem: Setpão e Vitória de Setúbal, a receita perfeita

Situado em pleno Estádio do Bonfim, o quiosque Padaria do Vitória já está ao serviço da comunidade em geral e dos vitorianos em particular

 

- PUB -

A Setpão e o Vitória de Setúbal concretizaram, na prática, uma parceria que vinha sendo “cozinhada” desde há algum tempo. O quiosque que alberga a Padaria do Vitória situa-se à porta de entrada do pavilhão Antoine Velge. Espaço que acolhe, entre outras modalidades, o Andebol vitoriano.

E foi justamente com os responsáveis por esta modalidade no clube que a Setpão chegou a acordo para abraçar a cidade num projecto que promete muitas novidades. João Neves, gerente da Setpão sublinha a importância do passo dado rumo a uma maior influência da empresa na cidade.

- PUB -

“Fazermos um quiosque em parceria com o Vitória de Setúbal que corresponde ao que sempre desejámos, abrir uma padaria ligada a instituições que trabalham em prol da comunidade e nesse sentido iremos ter novidades muito em breve”.

O acordo alcançado, explica, “é exclusivamente feito com a Secção de Andebol. Foram os responsáveis da secção que nos procuraram, foram feitas propostas que achámos fantásticas”, disse.

O empresário não tem dúvidas que ambas as partes irão tirar dividendos deste acordo. “A Setpão retira a expansão da marca e, claro, as vendas e o Vitoria tira uma receita mensal que lhe permite ajudar a fazer face às despesas e a outros desafios que o clube tem”.

- PUB -

Num quadro mais geral, o plano “é trabalhar no sentido de termos outras padarias com o nome das instituições com quem tivermos parcerias”, revela.

“A nossa ideia sempre foi, para além do desenvolvimento de lojas e novos produtos, abrir espaços de forma pulverizada na cidade de Setúbal com uma característica muito especial, algo que sempre esteve na nossa mente desde o primeiro dia; abrir locais de venda que tivessem ligação directa à comunidade”.

João Neves acredita que com este tipo de parcerias o caminho para a implantação na cidade será mais fácil. “A cidade já tem muita padaria, muita pastelaria, muitas cafetarias. Acreditamos que este conceito de abrir uma padaria associada com uma IPSS é vantajoso para todos”.

A padaria, adianta, “é uma actividade diária, as pessoas gostam de ir ao seu padeiro, gostam de comprar o seu pão. Termos aquela localização no estádio, por exemplo, tem muito que ver também com estar perto das pessoas. Sabemos, e estamos preparados para servir em dias especiais às pessoas que gravitam em torno das actividades do Vitoria”.

Para o habitual frequentador do estádio do Bonfim “no dia de jogo”, João Neves abre um pouco do cardápio. “O espaço está projectado para ser uma padaria, mas não podemos ignorar o acréscimo de movimento nos dias em que o Futebol e outras modalidades têm as suas actividades”.

“O quiosque também é um local de divulgação e merchandising de produtos do Vitoria. Para além disso em dias de jogo terá uma disponibilidade diferente porque temos mais gente a vir ao estádio. Temos soluções de refeição com destaque para o pão com chouriço as merendas, as bifanas e o hambúrguer”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -