29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioEmpresasPublireportagem: No restaurante Molly’s come-se e petisca-se à portuguesa e em conta...

Publireportagem: No restaurante Molly’s come-se e petisca-se à portuguesa e em conta em Setúbal

Com uma óptima conjugação preço/ qualidade, o novo espaço quer conquistar o paladar dos setubalenses

 

- PUB -

No Bairro do Liceu, quase parede meias com a Escola Preparatória do Bocage, está um ‘oásis’, onde se pode deliciar com o regresso às origens do sabor da verdadeira comida tradicional portuguesa e da irreverência do “nosso” petisco ao final da tarde.

Com uma decoração simples, mas atractiva, o Molly’s potencia o lado mais intimista dos seus clientes no interior e o mais extrovertido na esplanada contigua.

O projecto foi idealizado e concretizado pelo empresário Luís Vale antes da pandemia atacar. Chegou a abrir portas em 2020, mas o segundo confinamento no início do ano obrigou a uma incomoda paragem. A reabertura deu-se em Abril. Desde então, de forma firme e consistente, tem vindo a ganhar a confiança dos setubalenses.

- PUB -

“Mas ainda há muito trabalho a fazer para chegarmos a toda a gente”, admite o empresário. “A pandemia veio atrasar o processo de implantação, mas confio no nosso crescimento”, acrescenta.

Até agora, revela: “O feedback de quem já nos conhece é muito bom, as pessoas gostam da nossa comida, já temos muito clientes fidelizados, mas temos capacidade para muito mais”.

Rojões à portuguesa, cozido à portuguesa, choco frito, arroz de pato, galo de cabidela, iscas, pataniscas de bacalhau e pelins fritos com arroz de tomate são apenas alguns exemplos de pratos icónicos da nossa cozinha que o Molly’s confecciona a pensar em si, em doses muito generosas. Tudo por preços acessíveis. Basta conferir: menu completo por oito euros (inclui sopa+prato+bebida+sobremesa+café).

- PUB -

Como opção tem o prato ‘à la carte’ com os preços a começarem nos sete euros e a não ultrapassarem os 12.

Petisco à tarde é grande aposta do Molly’s

Antes da hora de jantar, umas das apostas forte de Luís Vale, gerente do restaurante, é o petisco, o lanche nacional. Búzios, camarão, cogumelos gratinados, bolinhas de alheira, moelas, ovos rotos, pica-paus, chouriço assado, tábuas de queijos e bifanas são as principais referências, mais há mais e o Molly’s está preparado para o surpreender.

“A nossa ideia é dar oportunidade às pessoas para conviver e desfrutar dos nossos petiscos à boa maneira portuguesa. O espaço é bom, a esplanada coberta é muito agradável, o estacionamento é fácil e os petiscos são fantásticos”, provoca Luís Vale.

Outra boa notícia: para quem não tem tempo ou simplesmente não lhe apetece cozinhar pode ter a experiência gastronómica do Molly’s em casa. Basta ligar e fazer a sua encomenda. Pormenor: a comida é à dose e não ao peso.

Também no horário o restaurante Molly’s é generoso e versátil. Abre de segunda a quinta-feira das 10h00 às 20h30 e sextas e sábados até 22h30. Encerra ao domingo e feriados. Aceita eventos e jantares de grupo, sempre com preços muito competitivos.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -