29 Setembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioSociedadeTeatro do Silêncio leva a Fórum Cultural peça sobre vida de pescadores...

Teatro do Silêncio leva a Fórum Cultural peça sobre vida de pescadores que andavam à pesca do bacalhau

“Mulheres em Terra, Homens no Mar” resultou de pesquisa feita no Museu Marítimo de Ílhavo

 

- PUB -

O Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, na Baixa da Banheira, recebe no próximo dia 30, pelas 21h30, a peça de Maria Gil “Mulheres em Terra, Homens no Mar”, que retrata a vida dos pescadores que andavam à pesca do bacalhau e passavam seis meses no mar.

Enquanto isso e durante esse período, as suas companheiras ficavam a “governar” em casa. A performance, com apoio dramatúrgico de Bonneville e consultadoria histórica de Elisa Silva, teve como ponto de partida a recolha de testemunhos de algumas dessas mulheres e suas famílias, bem como, uma pesquisa realizada nos acervos documentais do Museu Marítimo de Ílhavo.

- PUB -

O resultado foi um espectáculo intimista e ao mesmo tempo documental, com duração de 70 minutos e destinado a maiores de 12 anos, que dá voz à figura feminina, contribuindo para a valorização do papel das mulheres na economia do mar.

Com registo vídeo e fotográfico de Joana Linda, esta co-produção do referido museu e das câmaras municipais de Ílhavo, Peniche e Murtosa, decorreu do projecto cofinanciado pelo FEDER, através do Centro 2020, integrado no plano “Territórios com História: o Mar, as Pescas e as Comunidades”.

Recorde-se que o Teatro do Silência é uma estrutura apoiada pela República Portuguesa, pelo Ministério da Cultura, pela Direcção-Geral das Artes e pela Junta de Freguesia de Carnide.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -