23 Outubro 2021, Sábado
- PUB -
Início Sociedade Festival de Orquestras do Barreiro promete revisitar o melhor da música ligeira...

Festival de Orquestras do Barreiro promete revisitar o melhor da música ligeira nacional

Encontro na Sociedade “Os Franceses” realiza-se domingo e conta com formação oriunda da Malveira da Serra como convidada

 

- PUB -

O Festival de Orquestras do Barreiro, marcado para dia 10, às 16h30, na Sociedade Democrática União Barreirense – “Os Franceses”, organizado pela Orquestra Baía – Associação Cultural e Musical e pela centenária colectividade, com o apoio do município barreirense, promete trazer ao concelho o melhor da música ligeira portuguesa, com a interpretação de temas de compositores nacionais, com arranjos daquela formação, perita em revisitar diversas harmonias de clássicos internacionais.

Criada em Fevereiro de 2018, a Orquestra Baía, com uma estrutura do género Big Band, é composta por dezanove músicos e quatro vocalistas, que, nas suas actuações interpretam temas de autores nacionais para Orquestra. Habitualmente, nos seus concertos – dirigidos pelo maestro Joaquim Silva, –, executam vários géneros de música, que vão do pop ao rock, passando pelo jazz e latino, entre outros.

O maestro, responsável pela direcção técnica da orquestra e natural de Setúbal, iniciou os seus estudos musicais em trompete, com apenas 10 anos, na Banda Filarmónica de Cabrela e, mais tarde, na Sociedade Musical Capricho Setubalense, na altura, com o professor Francisco Oliveira Veiga. Frequentou ainda os cursos do referido instrumento e de contrabaixo, no Conservatório Regional de Setúbal, com os docentes José Augusto Carneiro e Fernando Flores, respectivamente.

- PUB -

Licenciado em Educação Musical pela Escola Superior de Educação de Setúbal, Joaquim Silva frequenta regularmente diversas acções de formação em pedagogia musical, tendo sido maestro da banda da Sociedade Filarmónica Musical de Quinta do Anjo, da Orquestra Juvenil da Sociedade Filarmónica Palmelense “Os Loureiros” e da “Capricho BIG BAND”. Desde há onze anos é ainda maestro da Banda Filarmónica da Academia Musical União e Trabalho de Sarilhos Grandes, no concelho do Montijo.

Orquestra convidada vem da Malveira da Serra

Constituída desde 2020 como Orquestra Baía – Associação Musical e Cultural, tendo por objectivo “animar culturalmente a cidade e o público em geral”, a formação musical barreirense vai contar com a presença neste evento da Orquestra Ligeira da Sociedade Familiar e Recreativa da Malveira da Serra (SFRMS), que teve a sua primeira apresentação pública a 27 de Outubro de 2001, surgindo na sequência da vontade dos músicos da banda e da “boa vontade, empenho e colaboração” do maestro Abílio Ramos.

- PUB -

O projecto pretende proporcionar “momentos únicos de entretenimento musical”, sendo desde a sua criação considerado “um caso de sucesso”, estimada pelos associados e apreciada pela assistência, cada vez mais fiel ao seu “swing”. Composta por 18 elementos, a orquestra convidada é, desde 2013 e até à actualidade, dirigida pelo maestro Fernando Magalhães.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Embarcação de pesca de Setúbal sofre danos em encontro com orcas

Mestre diz que ataque, de grupo de quatro animais, durou 20 minutos e partiu leme do barco

Fica em prisão preventiva por esfaquear rival à porta de bar

Clientes travaram agressor e socorreram vítima

António Pereira: “Continuo a ver coisas no Vitória que não tenho visto nem na I Liga”

Eliminação da Taça de Portugal com o Vizela não esmoreceu aplausos aos atletas
- PUB -