11 Maio 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Sociedade “Mãos à Horta” chama população da Moita ao cultivo há cerca duas...

“Mãos à Horta” chama população da Moita ao cultivo há cerca duas décadas

Promovido desde 2002, curso de tempos livres continua a ganhar adeptos no concelho

 

- PUB -

Há cerca de duas décadas que o município da Moita tem vindo a desenvolver projectos de sensibilização e formação sobre agricultura biológica no concelho – através do “Mãos à Horta” e da iniciativa “Agricultura Biológica e Compostagem na Escola –, com o objectivo de chamar à atenção da sua população para a importância da “preservação do ambiente” e a “adopção de uma alimentação mais saudável”.

Promovido desde 2002, o curso de tempos livres “Mãos à Horta”, tem contado desde o seu início “com grandes níveis de participação” e, pela sua abordagem inovadora, a actividade chegou mesmo a merecer uma menção honrosa no âmbito do Prémio Nacional do Ambiente, atribuído pela Confederação das Associações de Defesa do Ambiente.

Neste curso e passo a passo, os participantes são ajudados a criar a sua horta biológica, ao mesmo tempo que são abordados temas como a preparação do terreno, fertilização, sementeira e plantação, métodos bio e bio intensivo, rotação e consociações, a Horta em Varanda, assim como sebes/limitação natural, observação e manutenção da horta, além dos temas pragas e auxiliares de compostagem.

- PUB -

A autarquia local recorda, neste âmbito, que “a Moita é um concelho em que a ruralidade está presente, mas onde existem polos urbanos onde a ligação à terra se tornou praticamente inexistente”, realçando que, através desta actividade, os munícipes podem desenvolver as suas próprias hortas biológicas, que através do processo de compostagem, permitem “a absorção de parte substancial de resíduos orgânicos domésticos, os quais voltam à terra, completando um ciclo”.

A Câmara lembra ainda que a “absorção local de resíduos e a produção local de hortícolas de acordo com métodos biológicos, contribui para a redução das emissões de gases de efeito de estufa e da pegada ecológica em geral”, reduzindo em simultâneo o espaço usado para depósito de resíduos em aterro.

Projecto anual nas escolas foi adaptado à pandemia Já o projecto anual “Agricultura Biológica e Compostagem na Escola” é desenvolvido pelo município há mais de 20 anos e consiste no desenvolvimento de uma horta com estas características no interior dos estabelecimentos escolares.

- PUB -

Neste caso, cabe à autarquia preparar os terrenos e os canteiros de cada horta escolar, fornecendo sementes, plantas e ferramentas, entre outros materiais, assim como orientação técnica aos docentes. Dirigido aos alunos do 1.º ciclo e jardins-de-infância, também este projecto acabou por ser adaptado no presente ano lectivo devido à situação pandémica.

“Para salvaguardar a saúde e segurança de alunos, professores e técnicos da autarquia, a Câmara Municipal fez algumas alterações e, em vez das habituais visitas dos técnicos camarários a cada turma, são disponibilizados diversos vídeos temáticos direccionados aos alunos”, explica o município.

Graças ao envolvimento de professores e educadores, segundo a edilidade, “tem sido possível continuar a transmitir aos alunos do concelho a importância da reciclagem dos resíduos orgânicos e os benefícios dos produtos biológicos para a saúde e ambiente”. Com a colaboração de Andreia Gomes, artista residente na Moita, nos vídeos temáticos e por cada fase de trabalhos na horta, há uma história contada através de um livro pop-up, criado “em exclusivo para este projecto”, adianta a autarquia local.

No corrente ano lectivo, participam neste projecto 24 turmas do 1.º ciclo e o mesmo número de salas de jardim-de-infância, para além de duas de ensino especial, envolvendo mais de mil crianças e meia centena de docentes.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Porto de Setúbal: Tersado recebe grua de última geração

A nova grua está optimizada para navios da classe Panamax, permitindo subir e descer as cargas a uma velocidade até 120 metros por minuto   A...
- PUB -