21 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioSociedadePolitécnico avança com parcerias para trabalhar internacionalização, economia circular e gamificação

Politécnico avança com parcerias para trabalhar internacionalização, economia circular e gamificação

São três novos projectos, com parcerias internacionais, e transversais às cinco escolas do IPS

 

- PUB -

As temáticas da internacionalização, educação digital, economia circular e gamificação estão a ser trabalhadas pelo Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) através de três novos projectos Erasmus+, no âmbito na Acção Chave 2 – Parcerias Estratégicas (Ensino Superior e Juventude), iniciados recentemente.

Trata-se de dar corpo ao InterAct – Internationally active – professionally valuable, com coordenação da University College of Enterprise and Administration, da Polónia na reunião de arranque do projecto a 17 de Fevereiro, onde foi assumido o objectivo de “aumentar a participação dos trabalhadores de instituições de ensino superior europeias em actividades internacionais promovidas pelas suas organizações, nomeadamente através de um conjunto de ferramentas e orientações que serão desenvolvidas”, explica o IPS em comunicado.

Além do Politécnico de Setúbal, são parceiros neste consórcio a Frederick University, de Chipre, a International School for Social and Business Studies, da Eslovénia, e o Deggendorf Institute of Technology, da Alemanha.

- PUB -

O projecto, coordenado pela docente Rossana Santos, da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal/IPS), é transversal a todas as cinco escolas do IPS, tem duração estimada de 24 meses e representa um orçamento global de mais de 208 mil euros, dos quais cerca de 36 mil são assegurados pelo próprio IPS.

Em Março foram dados os primeiros passos dos projetos DiGiTOOL_to_CE – Inclusive Digital Education – a Tool to Understand Circular Economy e gamED – Gamification for Developing Essential Competencies in Youth Work, ambos com duração prevista até 28 de Fevereiro de 2023.

O primeiro, enquadrado no Plano de Acção de Educação Digital (2021-2027) da Comissão Europeia, pretende ajudar as instituições de ensino superior a implementarem soluções de educação digital nos seus currículos, com especial foco nos temas da Economia Circular e dos Modelos de Negócios Circulares, alinhando-se igualmente com o Pacto Ecológico Europeu (Green Deal).

- PUB -

A coordenação está a cargo da Banku Augstskola, da Letónia, sendo também parceiros, além do IPS, a Fondazione Bruno Kessler (Itália) o Canadian Institute of Technology (Albania), o Verslumo Institutas (Lituânia), e a Sabiedriba Ar Ierobezotu Atbilbidu Artsmart (Letónia). A equipa de trabalho do IPS tem coordenação de Luísa Cagica Carvalho, docente da Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE/IPS).

O segundo projecto, o gamED, aposta na gamificação e design de jogos como forma de apoiar os profissionais que trabalham com jovens em contextos de educação não formal e formal, dando-lhes ferramentas para o desenvolvimento de competências e valores essenciais, como a justiça social, a não discriminação e o envolvimento na comunidade.

O consórcio, coordenado pela Fundatia Romanian Angel Appeal, agrupa seis parceiros de três países, entre Portugal (IPS e Produções Fixe Unipessoal Lda), Espanha (World University Services of The Mediterranean-Wusmed e Blue Room Innovation SL) e Roménia (Universitatea Vasile Alecsandri din Bacau). No Politécnico de Setúbal, a coordenação cabe ao docente Lino Ramos, da Escola Superior de Saúde (ESS/IPS).

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pinhalnovense sem jogadores para jogar fez falta de comparência

A 12.ª jornada do Campeonato de Portugal ficou marcada pela falta de comparência do Pinhalnovense no jogo que deveria disputar em casa com o...

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Pinhalnovense não tem jogadores para ir a jogo no próximo domingo

No Campeonato de Portugal a situação está muito complicada para os clubes da região porque o Barreirense está numa posição delicada na tabela classificativa...
- PUB -