11 Maio 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Sociedade Área de jovens da LATI candidata a “Eco-Escola” pelo terceiro ano consecutivo

Área de jovens da LATI candidata a “Eco-Escola” pelo terceiro ano consecutivo

Plano de acção tem como temas base água, resíduos e energia e como assunto do ano espaços exteriores

 

- PUB -

A valência de jovens da Liga dos Amigos da Terceira Idade (LATI) candidatou-se este ano lectivo, e pelo terceiro ano consecutivo, ao programa Eco-Escolas, depois de em 2020 ter sido galardoada com a Bandeira Verde Eco-Escolas, que reconhece as boas práticas ambientais promovidas pela instituição.

O conselho dinamizador deste ano reuniu esta segunda-feira online, via Zoom, para apresentar o plano de acção que “pretende encorajar acções no âmbito da educação ambiental para a sustentabilidade”.

Depois de apresentadas as acções já realizadas no primeiro período lectivo, a equipa LATI explicou as diferenças no método de trabalho adoptado para este ano, uma vez que também a dinâmica Eco-Escolas sofreu os efeitos da pandemia. A auditoria ambiental foi realizada já em confinamento e, por isso, realizada através de “um link para os jovens preencherem o questionário online”. Com base nas respostas foi, então, definido o plano de acção para o ano lectivo 2020-2021, que tem como temas base a água, os resíduos e a energia e como assunto do ano os espaços exteriores.

- PUB -

Tema do ano origina clube de jardinagem

Nas palavras de Vanda Monte, da valência de jovens da LATI, e dos restantes elementos da equipa, as acções pensadas a partir do diagnóstico realizado passam por “acções de sensibilização e debate, com recurso a vídeos, actividades de reutilização de materiais e criação de ecopontos e escalas para levar o lixo ao ecoponto do bairro”.

Por terem diagnosticado, também, “pouco espaço verde na zona exterior da área de jovens” e a “necessidade de consciencialização para preservar o material de exterior”, o tema do ano terá como principais actividades a criação de um clube de jardinagem e de uma zona ou parede com plantas. Serão, ainda, realizados workshops de reciclagem de material e jogos no exterior.

- PUB -

Uma das representantes das famílias, Caterina Costa, começou por saudar “a importância do trabalho de educação ambiental realizado e proposto no plano de acção”. Fábio Cardona, por seu turno, apresentou várias sugestões, entre as quais a visita ao Jardim Multissensorial das Energias, quando possível, e a realização de um diagnóstico ambiental sobre consumos de energia e água junto dos jovens mais velhos. O representante da Agência de Energia e Ambiente da Arrábida (ENA) definiu, igualmente, “a mobilidade e o consumo sustentável como áreas importantes a intervir” e propôs a participação no projecto “Selo Verde” no próximo ano lectivo.

Em representação da Junta de Freguesia de São Sebastião, Luís Matos enalteceu o espírito e esforço na intervenção com os jovens em formato presencial e online durante o confinamento no ano lectivo anterior e actualmente, reforçando que “os jovens são o motor da sustentabilidade”.

Deste conselho Eco-Escolas, para além de O SETUBALENSE, fazem parte alunos da instituição, representantes das famílias, o departamento de ambiente da Câmara Municipal de Setúbal, a Junta de Freguesia de São Sebastião, o Instituto Português do Desporto e Juventude e a Agência de Energia e Ambiente da Arrábida. Os conselheiros voltam a reunir em Abril, para fazer um ponto de situação das actividades desenvolvidas, e em Junho, antes de o ano lectivo terminar, para proceder ao balanço do mesmo.

 

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Porto de Setúbal: Tersado recebe grua de última geração

A nova grua está optimizada para navios da classe Panamax, permitindo subir e descer as cargas a uma velocidade até 120 metros por minuto   A...
- PUB -