26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioSociedadeAgulhas paradas. O drama dos tatuadores

Agulhas paradas. O drama dos tatuadores

Estúdios de tatuagens reabrem a medo, com profissionais à espera de indicações do Governo

 

- PUB -

Hélder Oliveira é o tatuador mais antigo de Setúbal, com 31 anos de profissão está a aguardar autorização para começar a trabalhar. Diz que a pandemia veio durante a época alta e que vários profissionais estão em situação complicada.

“Estou parado há dois meses e meio, porque fechei mais cedo que o suposto, assim que percebi o descontrolo da doença”, referiu a O SETUBALENSE.

“Isto aconteceu em época alta e agora não há nada para trabalhar, nada para ganhar. Em décadas de profissão nunca vi nada assim”, recorda.

- PUB -

O sadino, que tem uma loja onde apenas ele trabalha, admite que “aqueles que têm mais gente estão numa situação horrível, negativa a 100%”.

O SETUBALENSE sabe que várias lojas da área estão a pensar abrir hoje, ou ainda esta semana, mas Hélder Oliveira não sabe quando volta a trabalhar e aguarda directivas.
“Não há propriamente uma data, espero que seja breve. Estamos todos com a corda ao pescoço”, frisou.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -