26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioSociedadeCoca-Cola cresce e combate alterações climáticas

Coca-Cola cresce e combate alterações climáticas

Com uma taxa de exportação de 10,1% da produção, que permitiu em 2018 atingir os 19,69 milhões de euros (+37,36% em relação ao ano anterior) de entre um volume de negócios na ordem dos 196,6 milhões (cresceu 9,86%), a Coca-Cola European Partners ocupa o 22.° posto no ranking das maiores exportadoras do distrito.

- PUB -

A produtora de refrigerantes assinou, na última terça-feira, a declaração “Unindo as Empresas e Governos Para Uma Melhor Recuperação Pós-Covid 19”.

“Este documento é um apelo à acção dos líderes mundiais para que nos esforços de recuperação pós Covid-19 dêem prioridade a medidas de combate às alterações climáticas baseadas no conhecimento científico”, anunciou a empresa. “Os signatários (mais de 150 empresas) apelam a uma abordagem colaborativa da elaboração de políticas de recuperação económica”, a pensar num trabalho “em factos científicos que coloquem o mundo numa trajectória de 1,5ºC, em conformidade com o Acordo de Paris”, explica.

“As alterações climáticas são o desafio ambiental mais urgente do mundo… seria bom ver os líderes empresariais e políticos a aliarem-se para alcançar soluções transformadoras, duradoras e baseadas na ciência e que contribuam para uma recuperação sustentável do impacto do COVID-19”, disse Damian Gammell, CEO da Coca-Cola European Partners.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -