11 Maio 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Sociedade Banda da região conquista Belmonte com dois dias de rock alternativo

Banda da região conquista Belmonte com dois dias de rock alternativo

Baterista resume trajecto do grupo que venceu concurso de jovens talentos

 

- PUB -

Chamam-se Persona 77, são da região e definem-se como uma banda de rock alternativo. No primeiro fim-de-semana deste mês venceram o concurso de jovens talentos em Belmonte, distrito de Castelo Branco.

“Ao todo, competiram mais 12 bandas de todo o País, em dois dias de concertos. Fomos a banda vencedora. Arrecadámos o prémio monetário de 500 euros e a possibilidade de abrir o concerto de José Cid nas Festas de Belmonte, dia 24 de Abril”, revela Henrique Vitorino, 28 anos, baterista e porta-voz do grupo, composto ainda por Daniel Vitorino, 25, guitarra e voz principal, Pedro Maceira, 21, guitarra e teclados, e Filipe Peuch, 21, baixo.
Em entrevista, por e-mail, o baterista da banda que integra três elementos do concelho do Montijo e um do município vizinho de Alcochete resume o trajecto do grupo criado em 2016 e aponta ao futuro.

Pode dizer-se que os Persona 77 nasceram há quatro anos?
A banda começou, com esta formação, em 2016, quando lançámos o nosso primeiro single e videoclipe: “A Solução”. Apesar de já haver, antes, um projecto musical, foi a partir desse ano que começámos a ensaiar com mais regularidade, a dar mais concertos e a gravar algum do nosso material original.

- PUB -

Como se definem enquanto banda?
Somos uma banda de rock alternativo com influências muito díspares: desde o pop ao rock mais psicadélico ou mesmo ao heavy metal.

Além de “A Solução”, contabilizam ainda um EP e outros singles…
Em 2018, lançámos o segundo single, “O Feiticeiro” e actuámos no palco principal do Festival Liberdade com Richie Campbell. Em 2019, lançámos o terceiro: “Robotika”. Os videoclipes estão disponíveis no nosso canal de youtube ee contam já com vários milhares de visualizações.

Ao longo dos tempos onde têm ensaiado?
No Montijo, nos estúdios Feedback. E aproveitamos para agradecer o apoio logístico deles nas nossas actividades. Também foi lá que a RTP2 nos entrevistou no início deste mês, para o programa E2, sobre a música e a situação actual das jovens bandas na indústria. O vídeo do programa pode ser visto no nosso facebook/instagram e canal de youtube.

- PUB -

Estavam muito ou pouco esperançados em arrecadar o primeiro prémio quando entraram no concurso em Belmonte?
Os concursos, para nós, são encarados como concertos normais. Isto porque não consideramos a música como uma competição, a apreciação da mesma é tão relativa que uma possível vitória no concurso não dependeria só de nós. Felizmente, correu-nos tudo muito bem. Estamos gratos à organização e ao júri do concurso de Belmonte pela extrema simpatia e por nos terem recebido tão bem na nossa primeira vez lá. Foi uma experiência muito boa.

Esta não foi, porém, a primeira conquista do grupo…
… Já tínhamos ganho igualmente o Concurso de Bandas da Festa do Avante e um 2.° prémio no Concurso de Jovens Talentos de Rio de Mouro.

Que sentimento vos passa agora pela cabeça tendo em conta o actual cenário de pandemia que, desde logo, deve impedir a realização das Festas de Belmonte onde iriam actuar?
A situação actual não é nada fácil em relação às bandas e músicos. Inclusivamente estávamos a meio da nossa digressão nacional deste ano; passámos por Faro e Belmonte e tínhamos mais datas para Corroios, Portimão e Albufeira em Março. Foram adiadas para data a definir.

As Festas de Belmonte, realizando-se supostamente a 24 de Abril, também provavelmente serão remarcadas dado o cenário de pandemia. Seria um grande prazer para nós tocarmos com um artista como o José Cid, mas, neste momento, temos de fazer tudo ao nosso alcance para conter o vírus, pelo que concordamos com um possível adiamento ou cancelamento. Inclusivamente, a organização de Belmonte já nos assegurou que, caso não se realizem as festas em Abril, nos convidam para outra data.
Até ver, temos mais dois concertos já marcados: Cascais a 15 de Maio e o Festival Sons no Rio, no Montijo, dia 24 de Julho, com os UHF.

E quanto a objectivos futuros?
O nosso objectivo é termos cada vez mais concertos e podermos gravar um EP ou um álbum ainda este ano. Temos muitas canções já terminadas e já se torna difícil escolher o alinhamento dos concertos, pelo que até por isso seria bom partirmos para a gravação, para podermos definitivamente “arrumar” algumas das músicas. Depois disso, ver o que vai acontecendo na nossa carreira.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Porto de Setúbal: Tersado recebe grua de última geração

A nova grua está optimizada para navios da classe Panamax, permitindo subir e descer as cargas a uma velocidade até 120 metros por minuto   A...
- PUB -