28 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioRegionalSimarsul e Águas de Santo André assinam compromisso de integridade

Simarsul e Águas de Santo André assinam compromisso de integridade

Águas de Portugal empossou Conselho de Ética, composto por Correia de Campos, Henrique Gouveia e Melo e Ana Monteiro de Sousa. Cerimónia foi apadrinhada pelo ministro do Ambiente

 

- PUB -

As empresas participadas pela Águas de Portugal (AdP), onde se integram a Simarsul e a Águas de Santo André, assinaram na última sexta-feira, em Lisboa, o Compromisso de Integridade do grupo empresarial, em cerimónia apadrinhada pelo ministro do Ambiente João Matos Fernandes.

O governante encerrou a conferência que contou com participações dos secretários de Estado Miguel Cruz (Tesouro) e Inês Costa (Ambiente) e que permitiu ainda dar posse ao novo Conselho de Ética do Grupo AdP, composto pelo antigo ministro da Saúde António Correia de Campos (presidente), pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo (vice-presidente) – que foi responsável pela task force da vacinação contra a covid-19 – e pela investigadora e docente no domínio da climatologia Ana Monteiro de Sousa (vogal).

- PUB -

Jaime Andrez, presidente da Parpública, e José Furtado, presidente da AdP, foram os outros oradores na sessão que foi aberta por Paulo Macedo, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos. José Furtado salientou o trabalho desenvolvido pelas empresas do grupo e acentuou a dimensão da sua utilidade social. “As empresas da AdP têm contribuído para uma profunda transformação do sector em Portugal ao longo das últimas décadas”, disse José Furtado, que de seguida apresentou números atingidos pelo grupo. “Já executámos um programa de investimentos de 5 mil milhões de euros em infra-estruturas. O plano de investimentos para os próximos cinco anos ascende a 1,5 mil milhões de euros”, afirmou.

Após a tomada de posse do Conselho de Ética e da assinatura do Compromisso de Integridade – António Ventura rubricou pela Simarsul e Luís Faísca pela Águas de Santo André –, João Matos Fernandes interveio para destacar a relevância da aposta da AdP. “Nos tempos que correm, a palavra integridade pode ser um excelente agregador, num tempo estranho, de desconfiança, e onde o facto de criarmos condições de orgulho dentro das nossas próprias instituições – e quando são públicas, isso pode ser ainda mais importante – é mesmo essencial para projectar uma empresa de dentro para fora”, concluiu o ministro.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -