27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioRegionalFertagus está a “renegociar” a concessão e estuda aumento da oferta

Fertagus está a “renegociar” a concessão e estuda aumento da oferta

Administradora mostra optimismo na renovação da concessão até porque pretende comprar mais carruagens

A administradora da Fertagus disse na terça-feira à noite que a empresa está a “renegociar” o contrato de concessão ferroviária da travessia sobre o Tejo, que termina este ano, e estuda o aumento da oferta devido ao passe Navegante.

- PUB -

“Neste momento estamos a renegociar ou a trabalhar no âmbito do reequilíbrio da concessão, mas ainda não temos novidades nenhumas para dar”, disse à Lusa Cristina Dourado, acrescentando que mantém a esperança de que o contrato possa ser renovado.

A responsável da Fertagus falava na estação do Pragal, em Almada, onde a empresa celebrou os 20 anos, feitos em 29 de julho, anunciando uma nova campanha publicitária e um novo horário para responder à procura.

“Digamos que passados 20 anos as coisas são um bocadinho novas outra vez”, disse Cristina Dourado, referindo-se a um dos maiores desafios da empresa na actualidade, saber o que lhe reserva o futuro.

- PUB -

“Os novos desafios para a Fertagus são, fundamentalmente, definir o que vai ser o futuro e quanto tempo podemos ficar cá, como vai evoluir a procura e como é que a procura se irá adaptar à oferta que temos”, explicou Cristina Dourado.

A administradora não adiantou qual o ponto de situação quanto às negociações com o Governo, mas tudo indica que o caminho é positivo, até porque a empresa continua “a trabalhar no sentido de encontrar soluções que possam aumentar a capacidade dos comboios”, o que pode passar, inclusivamente, “pela introdução de mais carruagens”.

“Já estamos a estudar essa matéria, estamos a estudar a aquisição de material circulante”, revelou.

- PUB -

A necessidade de mais oferta deve-se, sobretudo, ao novo passe Navegante, que fez com que em maio a procura tivesse crescido em “cerca de 20%”, indicou Cristina Dourado.

“Junho, Julho e Agosto foram meses de menor procura porque é verão, mas mesmo assim tivemos mais do que no ano passado. Agora estamos a ver como será o comportamento de Setembro e Outubro, por isso começámos com um novo horário para ver como as pessoas se adaptam e para irmos ajustando e vermos quais as necessidades que temos, nomeadamente de material circulante”, esclareceu.

Uma das soluções de curto prazo para dar mais capacidade à Fertagus foi a retirada de alguns bancos em carruagens, o que, segundo o presidente do grupo Barraqueiro, Humberto Pedrosa, foi uma solução “de pessoas que têm a cabeça fresca”, até porque comprar novos comboios “demora dois ou três anos”.

Esta celebração contou com o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, que esteve presente não só como membro do Governo, felicitando a empresa pela “experiência inovadora que foi e pelo sucesso que continua a ser”, mas também “do ponto de vista pessoal”.

Pedro Siza Vieira fez parte do grupo que fez a proposta para o concurso de concessão, recordando a “seriedade” com que foi tratado este projeto.

A Fertagus também apresentou hoje as novas fardas para os trabalhadores, desenvolvidas pelo estilista Nuno Gama, nascido em Azeitão, em Palmela, no distrito de Setúbal.

Segundo a empresa, que faz a ligação ferroviária entre Setúbal e Lisboa em 57 minutos, são transportados diariamente 83 mil passageiros, com um índice de pontualidade acima dos 94%. Só em 2018 foram transportados 21 milhões de utentes, acrescentou a Fertagus.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -