13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioRegionalRoteiro da Cidadania sensibiliza Litoral Alentejano

Roteiro da Cidadania sensibiliza Litoral Alentejano

O Roteiro Cidadania em Portugal, um projeto pioneiro que está a percorrer o país, de norte a sul, até ao próximo mês de julho, despede-se este sábado do Alentejo Litoral onde desenvolveu um conjunto de atividades

- PUB -

Helga Nobre

Santiago do Cacém, Sines, Grândola, Azinheira dos Barros e Lousal, foram as localidades do Alentejo Litoral que receberam entre 2 e 6 de maio o Roteiro Cidadania em Portugal, uma parceria do Governo e da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local (ANIMAR), que visa colocar as redes e comunidades locais a discutir os temas da cidadania, da participação cívica, o combate às desigualdades ou as discriminações.
Desde outubro do ano passado – altura em que o projeto foi lançado -, a carrinha do programa já percorreu 175 locais e envolveu mais de 10 mil pessoas de todas as idades sublinhou em entrevista ao Diário da Região, a Secretária de Estado para a Igualdade e Cidadania, Catarina Marcelino.
No Alentejo Litoral, foram escolhidos os temas da cidadania ativa, a igualdade de género, a igualdade no emprego e a conciliação familiar e profissional. “Convidamos as pessoas a pensar a cidadania nos territórios onde estão inseridas, manifestando as suas necessidades a nível local”, explicou Vanda Godinho, animadora cultural.
O roteiro arrancou em Santiago do Cacém, no dia 2 de maio, nas instalações da ADL – Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano, com uma série de workshops relacionados com as questões laborais, dinamizados por várias entidades como a UGT Setúbal, a ADL, o IEFP entre outras.
As ações dirigidas a beneficiários do projeto CLDS LOCALidades (da ADL) ficaram a conhecer mais detalhes sobre o Roteiro Cidadania em Portugal.
O grupo inicial foi dividido e a equipa do Roteiro ficou a cargo da dinamização do tema “Conciliação da vida profissional com a vida pessoal”. A apresentação foi feita com origamis “quantos queres?” e de seguida os/as participantes refletiram sobre a utilização do seu próprio tempo, através do exercício “Relógio Real, Relógio Ideal”. A partir desta reflexão individual promoveu-se uma reflexão em grupo.
Foram ainda apresentados dois excertos de entrevistas efetuadas no âmbito do inquérito “Os usos do tempo dos homens e mulheres em Portugal”.
Após o almoço, foi tempo de conversar com os/as intervenientes da manhã e técnicos/as da CPCJ de Santiago do Cacém, ADL e representantes da associação de pais, onde se debateu as desigualdades de géneros, as suas possíveis causas, situações mais evidentes, disparidades salariais e caminhos a seguir para inverter nestas situações.
O segundo dia de atividades, em Sines, arrancou na escola EB 2,3 Vasco da Gama e foi promovida em parceria com o CLDS Viver+ Sines – SER (Sines Em Rede) e o Agrupamento de Escolas de Sines.
Os alunos dos 8º e 9º anos foram convidados a visitar a carrinha do projeto, devidamente equipada com recursos lúdico-pedagógicos, para apoiar a dinamização de atividades propostas pelas redes locais, e, a participar num momento de reflexão e debate sobre discriminação e discurso de ódio através da visualização de vídeos relacionados com o ódio e o preconceito, seguindo-se um debate sobre as causas e efeitos. “Levámos os jovens a pensar nas soluções que cada um individualmente e coletivamente pode fazer pelos seus territórios”, acrescentou Vanda Godinho.
À tarde foi a vez da Associação Caboverdiana de Sines e Santiago do Cacém (ACSS), receber um debate, que contou com a participação de 12 formandas do curso de costura, sobre as questões dos papéis de género e as perspetivas futuras e sonhos de cada uma. De seguida, em parceria com o CLDS Viver+ Sines – Espaço Rumos da Espiga CRL, realizou-se uma dinâmica onde vários grupos de crianças desenharam o que é cidadania.
Os utilizadores da ludoteca da ACSS fizeram também uma visita à carrinha onde exploraram a riqueza da diversidade cultural em todas as sociedades.
O roteiro passa esta sexta-feira, 5, pela Escola Básica D. Jorge de Lencastre, em Grândola, com a realização de uma ação de sensibilização sobre a cidadania ativa e a igualdade de género, e, no sábado, 6 de maio, instala-se em Azinheira dos Barros e Lousal, onde está prevista uma caminhada intitulada ‘Trilhos para a Cidadania e Igualdade’.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae
- PUB -