12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Tolerar ou respeitar, eis a questão

Tolerar ou respeitar, eis a questão

Tolerar ou respeitar, eis a questão

Se consultarmos o significado do conceito tolerância em qualquer dicionário, ele aparece com uma definição semelhante à que surge no Dicionário Online de Português: ação de tolerar, de suportar algo de maneira resignada, sem reclamar; clemência. Disposição para admitir modos de pensar, de agir e de sentir de outras pessoas, ainda que sejam diferentes dos nossos; complacência.
Assim, ser tolerante é ser misericordioso perante os erros alheios, é ser condescendente para com outros com ideias, culturas, crenças diferentes das nossas. O conceito tem intrínseca uma atitude paternalista, pois implica desequilíbrio numa relação: eu aceito-te porque sou tolerante, logo tu és tolerado por mim; o tolerado está numa posição de inferioridade, embora se trate de duas- ou mais- pessoas, de dois- ou mais- seres humanos. A tolerância permitirá a convivência em paz, mas não em igualdade, logo não respeita os Direitos Humanos, pois Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade, princípio fundamental de qualquer sociedade democrática. Transferindo para a área religiosa a tolerância também se opõe ao princípio pregado por Jesus Cristo Amai-vos uns aos outros, como Eu vos amei, apelo à fraternidade entre todos os povos.
No que concerne a respeito, na obra Quadro de Referencias das Competências para a Cultura Democrática, vol.I, Conselho da Europa, afirma-se: um tipo de respeito que é especialmente importante no contexto de uma cultura da democracia é o respeito que é concedido a outras pessoas que são consideradas como possuindo diferentes afiliações culturais ou diferentes crenças, opiniões ou práticas das do próprio. Tal respeito assume a dignidade e igualdade intrínsecas a todos os seres humanos e o seu inaliável direito de escolher as suas próprias afiliações, crenças, opiniões ou práticas. Ainda mais importante, este tipo de respeito não requer minimizar ou ignorar as verdadeiras diferenças que possam existir entre o «eu» e o outro. Assim, o respeito é a atitude inerente a qualquer cidadão respeitador da dignidade humana, logo integrante de uma cultura democrática.
O respeito também possui limites: não se deve adotar uma atitude de respeito perante o desrespeito dos Direitos Humanos. O racismo é uma das principais chagas das sociedades atuais. A chegada de milhares de refugiados e de imigrantes- são conceitos distintos- aos países da União Europeia está a ser usada para despertar na população atitudes de xenofobia, caminho rápido para o racismo. Se o ódio ao estrangeiro não é racismo, quando essa atitude assume afirmações como «não és daqui, vai-te embora, os negros não deviam existir», já estamos na área do racismo. Será de recordar que os seres humanos surgiram em África e foi desse continente que migraram para os restantes, logo somos todos africanos.
Assim, tolerar é aceitar o outro, mas numa posição de superioridade do «eu»; respeitar é aceitar o outro numa posição de igualdade entre o «eu» e o outro.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -