23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
O senhor Putin e os outros

O senhor Putin e os outros

O senhor Putin e os outros

Anda o mundo alvoraçado e, podemos dizer, algo em pânico com a guerra desencadeada pelo Putin contra a Ucrânia. Nunca tantos políticos se movimentaram por este mundo fora, sempre para decidir algo relacionado com as decisões do Sr. Putin – aspirante a Czar da velha Rússia de outrora.

Especialmente o mundo ocidental, Estados Unidos da América e União Europeia e os países de quase todos os continentes, participam em dezenas de reuniões sempre relacionadas com a guerra que pode ser terrivelmente destruidora se alguém se distrair e carregar no botão duma bomba atómica. Depois da última grande guerra desencadeada pelo nazismo, a Europa encostou-se à América do Norte com a Nato.

- PUB -

Estados Unidos que invadiram sem razão evidente o Iraque, que acabaram com a unidade da Líbia que hoje é campo de tráfico humano. Tem intervindo mais ou menos declaradamente nas políticas de países da América do Sul, e que depois do Vietnam e Coreia aspira a “controlar aquela zona do indo-Pacifico chocando-se com uma China que tem igualmente um enorme desenvolvimento tecnológico, (tem um robot em Marte!) e aspira a recuperar a Formosa, já também um potentado tecnológico sob a égide da América, outra potencia.

Porém, já há várias décadas que milhares de habitantes da zona centro-africana são obrigados a fugir das suas terras pelas secas, pelas guerras entre fações que exploram os minerais dessas regiões, vendidos aos países ocidentais que necessitam deles para a sua apurada tecnologia – muita dela para bombas e armas.

Os civilizados admirados países nórdicos, sob uma aparência pacifista, aparecem-nos agora igualmente com bons exércitos e material de guerra por eles fabricado e até inventado. Este espírito bélico lavrava surdamente pelo interior dos países. Os Estados Unidos aspiram a controlar aquela zona do Indo-Pacífico não vá a China – o gigante asiático – dominar esse espaço, que a China entende ser seu domínio por causa, pelo menos, da Formosa.

- PUB -

E os milhares de afogados no Mediterrâneo são responsabilidade do Sr. Putin? E as filas de sul-americanos que fogem igualmente da fome e da guerra são responsabilidade do Sr. Putin? E o tráfico humano da Líbia é da responsabilidade do Sr. Putin?

Nós sabemos que neste mundo globalizado, como dizia alguém, sob o ponto de vista económico “quando a América Espilra a Europa tem uma pneumonia”. Nós sabemos que o grão e a farinha da Ucrânia fazem falta em Africa. Mas sabemos que isto já era assim antes da guerra!

Eu só quero pôr em destaque que esta febre de armamento, de mandar sem revolta as políticas dos grandes e “civilizados” (?) não é exclusiva do Sr. Putin! Não nos esqueçamos que apenas duas vozes falam verdade e põem o dedo nas feridas – o Papa Francisco e o Eng.º Guterres!

- PUB -

Os restantes governantes “puxam a brasa à sua sardinha” sem deixarem nem as espinhas para os milhões que deambulam à procura dum lugar onde se possa viver sem fome e sem o perigo duma bala perdida.

Será que o Sr. Putin é o único responsável do descalabro do mundo em que vivemos? E os outros, de que me inibo de dizer os nomes? São muitos e igualmente poderosos!  E o curioso é que muitos destes mandantes, que se dizem cristãos (católicos, ortodoxos, protestantes, evangélicos, ou seja, o que forem…), pensam na guerra, no lucro, no poder, etc, esquecendo quem morre pelo caminho. Os que são assassinados, roubados e a quem se tiram as condições mínimas para viver!

Ser e viver cristãmente – quem sabe o que é? Não bastou Jesus vivê-lo?

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -