23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Algumas palavras sobre estes cinco anos

Algumas palavras sobre estes cinco anos

Algumas palavras sobre estes cinco anos

O jornal já tem 167 anos, mas o projecto ainda é novo e a vontade mantém-se forte. Continuamos apostados em construir um jornal de que a cidade e a região possam orgulhar-se

 

Com esta edição de hoje completamos 1000 publicações desde que O SETUBALENSE entrou nesta 5.º série, no dia 27 de Agosto de 2018.

- PUB -

São quase cinco anos de jornal todos os dias, com muitas notícias, reportagens e histórias que fazem a história da nossa região.

Nas páginas seguintes recordamos algumas das edições que, por uma razão ou por outra, marcaram este período. São 13 capas com notícias sobre temas tão dispares como crimes, transportes, dragagens, política, desporto, etc., o que confirma o caracter generalista do jornal.

Nesta edição publicamos também uma crónica especial das 500 Palavras, de João Reis Ribeiro, com que enquadramos – e agradecemos – a generosa colaboração dos muitos articulistas que enriquecem os conteúdos do jornal, assim como uma ilustração feita por uma aluna – Filipa Nieto – da Escola Profissional de Setúbal. Um exemplo da abertura do jornal ao contributo de todos os que queiram participar.

- PUB -

O denominador comum de tudo o que publicámos nestes anos, reparte-se sempre em dois critérios, a proximidade e a actualidade.  O que nos interessa são as questões actuais que têm a ver com o distrito de Setúbal e cada um dos seus concelhos, de Almada a Sines e com especial enfoque em setúbal, capital da região.

Além das notícias dos casos, O SETUBALENSE também assumiu causas. Demos voz à reivindicação da Península de Setúbal pela alteração do mapa das NUTS. Uma luta regional que deu frutos e que, podemos dizê-lo sem receio de sermos desmentidos, teve o nosso jornal como a sua voz.

Neste período vivemos momentos absolutamente atípicos, designadamente a pandemia, que nos assustou, como uma nuvem de incerteza e dificuldade, mas também de alegria e esperança, como foi o lançamento da nova imagem gráfica, em 2019.

- PUB -

Entre altos e baixos, conseguimos fixar uma trajectória de crescimento e melhoria que acreditamos ser visível para a comunidade em geral e para os leitores em particular.

Mantemos a determinação de construir um jornal sustentado, capaz de assegurar a sua independência financeira – condição para a verdadeira independência editorial – e com cada vez melhor qualidade. Aos poucos melhoramos a nossa capacidade de produzir mais conteúdos, em suportes diferentes, e de reforçar a abrangência da cobertura que fazemos ao dia-a-dia da região.

O aumento substancial do preço do papel, no ano passado, adiou a possibilidade de passarmos a ter mais páginas todos os dias, mas mantemos o foco nessa necessidade. Queremos ter um jornal diário com um mínimo de 24 páginas por dia, com outras secções e mais informação de cada uma das cidades do distrito.

Esta ambição, e, felizmente, também a tendência de crescimento mantém-se apesar dos tempos difíceis que a Imprensa atravessa, em Portugal. Num quadro de redução da circulação de jornais, incluindo, ou sobretudo, os nacionais, O SETUBALENSE é, não apenas o “mais novo” dos diários regionais do país – voltou a ser diário com esta série – mas também o que tens mostrado maior capacidade de crescer.

O jornal já tem 167 anos, mas o projecto ainda é novo e a vontade mantém-se forte. Continuamos apostados em construir um jornal de que a cidade e a região possam orgulhar-se.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -