16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioOpinião“Fonte Centenária”: Recordando o setubalense que idealizou a prenda à cidade de...

“Fonte Centenária”: Recordando o setubalense que idealizou a prenda à cidade de Setúbal

Nascido na Praça de Bocage, na antiga freguesia de São Julião, Álvaro Carvalho Pinto foi aluno da Escola Primária Conde de Ferreira e da Escola Industrial e Comercial Sebastião da Gama, antiga Escola João Vaz.

- PUB -

Faleceu no dia 29 de Abril de 2002. Por ocasião do seu falecimento, houve a aprovação de um voto de pesar e a promessa da atribuição do seu nome a uma rua da cidade de Setúbal. No entanto, após o seu falecimento, tem sido dado o nome a várias ruas, avenidas, largos e pracetas e o meu irmão Álvaro continua no esquecimento da atribuição do seu nome a uma rua com o seu nome.

Enfim, é a vida e é a sociedade que, por vezes, ainda temos, mas até quando? Setubalense de “gema”, amava e adorava loucamente a sua, a nossa, cidade de Setúbal.

A partir de Moçambique, na cidade da Beira, foi ele quem tomou a iniciativa de oferecer como prenda à cidade a Fonte Luminosa, que hoje é centenária, para a qual os setubalenses contribuíram com os seus donativos e que contou com a colaboração da Câmara Municipal, de entidades oficiais e particulares.

- PUB -

Assim conseguiu-se oferecer como prenda à cidade, aquando da comemoração dos cem anos. A Fonte Luminosa continua hoje a perpetuar, e muito bem, na lindíssima e belíssima Avenida Luísa Todi.

No entanto, junto à Fonte deveria de existir uma placa, a contar a história, com o fim de dar a conhecer aos visitantes o seu significado, em como foi uma prenda oferecida à cidade quando fez cem anos e que é, por isso, que se chama “Fonte Centenária”.

O amor que tinha pela cidade era de tal maneira grande que foi o meu irmão quem sugeriu o nome daquela que é hoje a “Praça de Portugal”.

- PUB -

Em Moçambique, conseguiu organizar uma grande festa vitoriana, no Hotel Savoy, na cidade da Beira, abrilhantada pelo ilustre pianista setubalense Tobias Valido, onde a receita angariada nesse evento foi enviada para a respectiva comissão para ajudar na construção do Estádio do Vitória.

E assim recordo, com muitas saudades, o setubalense e meu irmão Álvaro Carvalho Pinto.

Paz à sua Alma, Viva Setúbal!

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -